Tribuna Expresso

Perfil

Jesus é brasileiro

Jesus: "Já tenho muitos anos disto. Já perdi títulos a 10 segundos do fim. O futebol é cruel. Não queria que festejassem antes de acabar"

A conferência de imprensa de Jorge Jesus após a vitória na Libertadores, 38 anos após a última conquista do Flamengo na prova

tribuna expresso

Partilhar

O que disse ao intervalo?

"Na primeira meia-hora o River, com todo o mérito, tirou-nos do jogo. Não nos permitiu jogar com bola, tecnicamente e taticamente, fruto da sua agressividade sobre o portador da bola. Nos últimos 15 minutos da 1ª parte já foi diferente e na 2ª parte mudámos a nossa forma de jogar, não tanto taticamente, mas esta é uma equipa com jogadores muito experientes e dou-lhes liberdade para eles decidirem. Ao intervalo tivemos uma conversa sobre isso. Também sabíamos que o River não iria estar 90 minutos a pressionar e que na 2ª parte ia ser mais fácil, porque o River ia deixar de conseguir anular a nossa forma de jogar. Fizemos tudo para sermos felizes."

Portugal

"Sei que Portugal inteiro hoje foi do Flamengo. Não foi só uma vitória do Flamengo, também foi do povo brasileiro e do povo português, porque eu sei o entusiasmo que houve por esta final. Tenho muito orgulho em ser português e quero dividir esta vitória com os meus amigos, também com os meus amigos da comunicação, que estavam a narrar o jogo na televisão e na rádio e que choraram de alegria. É muito importante ter amigos."

Treinadores estrangeiros no Brasil

"Na Europa é normal qualquer jogador ou treinador trabalhar noutro país europeu. A globalização já chegou à Europa há muitos anos. Não olho muito para isso do treinador estrangeiro num novo continente. Nem todos os treinadores estrangeiros têm mais capacidade. Não é forma de valorizar ou desvalorizar os treinadores."

Futuro de JJ

"Todos sonhávamos com este troféu, a nação flamenguista sonhava com isto, é uma geração que vai ficar marcada, como ficou em 81 com a equipa do Zico. Neste momento o que é importante é festejar este troféu, que não está ao alcance de todos, é como a Champions. Agora podemos ser vencedores do Mundial de clubes. E ainda temos o Brasileirão para conquistar, que é tão importante como a Libertadores".

Exaltação nos últimos minutos do jogo

"É verdade que me exaltei um pouco no final com o João [João de Deus, o adjunto de Jesus], porque já tenho muitos anos disto. Eu já perdi títulos a 10 segundos do fim. O futebol é cruel. Não queria que festejassem antes do jogo acabar."