Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Tóquio 2020

Tóquio 2020

  • Bateu o recorde de Espanha duas vezes em Tóquio e ganhou a medalha de bronze, ficando só atrás de Mamona e Rojas. Natural da Galiza, Peleteiro é adotada, pelo que depois da conquista tocou na questão racial, já que há não muito tempo a mandaram para a terra dela: "É a evidência de uma mudança. De que a mistura é super boa, de que a mistura enriquece um país, de que a mistura é o melhor que há. Quem não o quer ver é porque é tonto, porque não há nada mais bonito do que misturar duas coisas boas, joder"

  • A neutralidade sempre foi uma regra a aplicar aos atletas dos Jogos Olímpicos. Mas fazer deste palco desportivo uma plataforma para defender causas, afirmar posições políticas ou protestar tem sido uma escolha para alguns atletas ou mesmo países. Antes de Tóquio aligeiraram-se as normas, mas nem todas as manifestações são permitidas. Raven Saunders, que fez um X no pódio, pode vir a ser sancionada e a bielorrussa Krystsina Tsimanouskaya não deverá voltar ao seu país, por ter ousado fazer críticas. São os exemplos mais recentes na história dos protestos olímpicos

  • Já jogou pares com Roger Federer e foi treinada pela mãe de Martina Hingis, a mais nova de sempre a ganhar um Grand Slam, mas nenhum dos grandes tenistas da Suíça logrou o que Belinda Bencic, de 24 anos, conseguiu à primeira participação em Jogos Olímpicos: levar a ouro para casa. E, no domingo, a tenista pode também ganhar a mais preciosa das medalhas no torneio de pares

  • Quando lhe perguntaram sobre Simone Biles e a pressão da alta competição, Novak Djokovic considerou-a "um privilégio", pois "sem ela, não há desporto profissional" e já tinha conversado com atletas na Aldeia Olímpica sobre como lidar com os bichos dentro da cabeça. O número um do ranking mundial de ténis, porém, está fora dos Jogos, após três derrotas, a última contra o espanhol Pablo Carreño Busta, que ficou com o bronze do torneio olímpico. Depois, o sérvio retirou-se do jogo de pares mistos em que ia disputar a mesma medalha com Nina Stojanovic, devido a uma lesão no ombro