Tribuna Expresso

Perfil

Jogos Olímpicos

"Olympig": a ideia era vestir uma artista de porca na abertura dos Jogos Olímpicos

Hiroshi Sasaki sugeriu que a apresentadora e artista Naomi Watanabe aparecesse na cerimónia de abertura de Tóquio 2020 vestida como uma porca, algo que foi rejeitado - e o diretor artístico saiu entretanto do cargo

tribuna expresso e lusa

Matt Roberts

Partilhar

O criativo Hiroshi Sasaki, diretor artístico de Tóquio 2020, lançou a ideia: que a ícone da moda no Japão, a popular artista Naomi Watanabe, descesse do céu vestida de cor-de-rosa e com orelhas de porco na abertura olímpica, com Sasaki, através de mensagens de texto, a fazer um jogo de palavras com a palavra "olímpico", que assim transformaria em "Olympig".

A "criatividade" não foi bem acolhida publicamente, quando, quarta-feira, a revista Shukan Bunshun a divulgou, acrescentando que a a proposta tinha sido feita em março de 2020, mas não avançou.

Esta quinta-feira, a presidente do comité organizador dos Jogos Olímpicos, Seiko Hashimoto, já pediu entretanto desculpa pela proposta “insultuosa”, que levou mesmo à renúncia de Hiroshi Sasaki.

Seiko Hashimoto afirmou que após ler o artigo ficou em “choque” e considerou os comentários “inadequados e lamentáveis”, para além de “muito insultuosos para a pessoa mencionada no artigo [Naomi Watanabe]”.

"Brincar com a aparência é muito, muito inapropriado”, acrescentou Seiko Hashimoto, que recentemente substituiu Yoshiro Mori, que saiu da presidência do comité organizador de Tóquio2020 após comentários sexistas.

Hashimoto afirmou que “esse tipo de problema nunca deveria ter acontecido” e destacou que as cerimónias de abertura e encerramento dos Jogos deveriam servir para mostrar “a excelência do desporto e as atrações de Tóquio e do Japão”.

A presidente de Tóquio2020 disse que está já à procura de alternativas a Sasaki, para que o incidente não tenha impacto no lançamento dos Jogos, e agradeceu o papel do criativo, que “tem sido fundamental para o sucesso das cerimónias”.

“Estou feliz com a minha figura”, disse a atriz

A própria Naomi Watanabe reagiu à polémica por meio de um comunicado divulgado hoje pela sua agência de comunicação e no qual afirmou ter ficado “honestamente surpreendida” com a informação.

A atriz, modelo e comediante Naomi Watanabe, que foi convidada para participar na cerimónia de abertura dos Jogos, destacou ainda que tem consciência de que, quando trabalha, a sua aparência é ridicularizada pelo volume.

“Estou feliz com a minha figura”, disse a japonesa de 33 anos, que defendeu continuar a trabalhar sem dar muita importância ao corpo.

“No entanto, como ser humano, espero sinceramente que possamos ter um mundo divertido e próspero onde possamos respeitar e reconhecer a individualidade e a maneira de pensar de cada indivíduo”, acrescentou Watanabe

Sasaki, de 66 anos, é uma figura respeitada no mundo da publicidade no Japão e foi o responsável pelo evento da passagem de testemunho do Rio2016 a Tóquio2020, no qual o ex-primeiro-ministro japonês Shinzo Abe emergiu de um enorme cano caracterizado como o personagem do jogo de computador Super Mario.