Tribuna Expresso

Perfil

Tóquio 2020

Tóquio 2020

Jogos Olímpicos

O imperador do Japão, que raramente fala, diz-se “preocupado” com os Jogos Olímpicos

Naruhito, de 61 anos e imperador desde 2019, pediu que “a comissão organizadora trabalhe para tomar todas as medidas necessárias para prevenir novas infeções". É muito raro o imperador japonês tomar posições e está mesmo proibido pela constituição do Japão de fazer declarações públicas sobre “questões controversas”

Tribuna Expresso

Atsushi Tomura

Partilhar

A mais recente sondagem da agência japonesa Kyodo diz que 86% dos japoneses estão preocupados que os Jogos Olímpicos de Tóquio venham a causar um aumento dos casos de covid-19 no país. E um desses japoneses é só o imperador Naruhito.

“O imperador está extremamente preocupado com os recentes números da covid-19. Tendo em conta os alarmes públicos, ele parece estar preocupado que o evento possa levar a que as infeções aumentem”, disse Yasuhiko Nishimura, porta-voz da casa imperial japonesa numa conferência de imprensa esta quinta-feira.

Por muito parcas que sejam as palavras transmitidas, elas têm um peso. Tudo porque é muito raro o imperador japonês tomar posições - está mesmo proibido pela constituição do Japão de fazer declarações públicas sobre “questões controversas”, diz o “The Guardian”.

Naruhito, de 61 anos e imperador desde 2019, não pediu, no entanto, o cancelamento dos Jogos Olímpicos, mas apenas que “a comissão organizadora trabalhe para tomar todas as medidas necessárias para prevenir novas infeções”.

Depois de um novo pico em maio, os casos de covid-19 estão agora numa tendência de descida no Japão. Os últimos dados apontam para cerca de 1700 casos diários no país. Contudo, esta quinta-feira, Tóquio teve 570 casos confirmados e há sinais que o número de infeções poderá aumentar, isto quando falta um mês para o início dos Jogos.