Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Tóquio 2020

Tóquio 2020

Jogos Olímpicos

Chama olímpica chega a Tóquio para uma cerimónia sem público

Exatamente duas semanas antes da cerimónia de abertura dos Jogos a 23 de julho, a chama olímpica foi levada para o palco e simbolicamente entregue a Yuriko Koike, o governador de Tóquio

Lusa

Carl Court

Partilhar

A chama olímpica chegou a Tóquio esta sexta-feira para uma cerimónia num estádio vazio, um dia depois de as autoridades japonesas e os organizadores olímpicos terem decidido banir os espetadores da maioria dos locais devido à covid-19.

Exatamente duas semanas antes da cerimónia de abertura dos Jogos a 23 de julho, a chama olímpica foi levada para o palco e simbolicamente entregue a Yuriko Koike, o governador de Tóquio.

Os organizadores do Tokyo 2020 e oficiais japoneses anunciaram na quinta-feira à noite a sua decisão de proibir os espectadores de assistir aos eventos desportivos na capital. O público deveria ser autorizado em alguns locais fora de Tóquio, tais como na Prefeitura de Fukushima.

Isto significa que os Jogos Olímpicos de 2020, adiados para este Verão devido à pandemia, serão os primeiros da história olímpica a realizar-se, em grande parte, à porta fechada.

A decisão foi tomada em ligação com a decisão do Governo japonês de restabelecer o estado de emergência sanitária – o quarto desde o início da pandemia - em Tóquio até 22 de Agosto. Os Jogos estão agendados para terminar a 8 de agosto.