Tribuna Expresso

Perfil

Tóquio 2020

Tóquio 2020

Jogos Olímpicos

A pandemia está a bater de frente na comitiva da África do Sul: equipas de futebol e râguebi postas em quarentena em Tóquio

Dois jogadores da equipa olímpica de futebol da África do Sul (mais um membro da equipa técnica) testaram positivo para covid-19. A seleção, cujo primeiro encontro nos Jogos será contra o Japão, na quinta-feira, já estava em Tóquio, na Aldeia Olímpica, e foi colocada em quarentena. O mesmo aconteceu com a seleção de râguebi de sevens do país: o treinador também testou positivo

Diogo Pombo

PHILIP FONG/Getty

Partilhar

É dado adquirido que hoje há um bicho no meio de nós, é a companhia que já tem tanto de indesejável quanto de inevitável e concentrar uns 11.500 atletas numa cidade, durante quase um mês, vindos de mais de uma centena de lugares diferentes, com distintas situações pandémicas e variadas formas de ligar com elas, haveria sempre de ser para coçar a cabeça com preocupação.

Oficialmente, os Jogos Olímpicos arrancam em Tóquio na sexta-feira, quando toda a gente poderá assistir via ecrã à cerimónia de abertura enquanto ninguém a verá com o corpo deposito num assento do estádio, é o bicho que encherá o recinto de vazio com a preocupação que já está a lembrar o mundo da sua presença.

Na madrugada deste domingo, a organização dos Jogos deu conta dos primeiros dois casos positivos de covid-19 entre atletas a residir na Aldeia Olímpica, em Tóquio, embora sem os identificar. Mas fê-lo o "The Guardian", pela manhã, ao noticiar que os casos são de Thabiso Monyane e Kamohelo Mahlatsi.

Os jogadores do Orlando Pirates e do Moroka Swallows testaram positivo por covid-19 à chegada ao aeroporto de Tóquio, além de um analista de vídeo da seleção. Todos os membros foram colocados em quarentena no local destinado para o efeito, a cerca de 30 minutos da Aldeia Olímpica onde os atletas ficam hospedados.

Icon Sportswire/Getty

O Comité Olímpico da África do Sul, ao fim da manhã deste domingo, confirmou os três casos e explicou, no site oficial, que os restantes membros "já testaram negativo duas vezes" e "estão a seguir as recomendações das autoridades".

A seleção de futebol da África do Sul é composta por 20 jogadores - incluindo Luther Singh, do Paços de Ferreira, e Lyle Foster, que na última época estava no V. Guimarães - e cinco técnicos. O primeiro jogo no torneio olímpico de futebol está agendado para as 11h de quinta-feira, contra o Japão, em Tóquio.

E os futebolistas não são os únicos representantes da África do Sul que estavam a cumprir quarentena entre sábado e domingo.

Também os 18 jogadores da seleção de râguebi de sevens do país estão em isolamento, após terem viajado no mesmo avião onde um dos passageiros testou positivo à chegada a Tóquio.

Mais tarde, seria Neil Powell, o treinador, a ter o mesmo resultado. "O timing dos resultados positivos nestes indivíduos sugere que os testes PCR [realizados antes de viajarem para o Japão] foram feitos durante o período de incubação", sugeriu Phatho Zondi, o médico que acompanha os atletas sul-africanos.

Antes, já o chefe da comitiva, Patience Shikwambana, defendera que tudo que tudo será resolvido com brevidade: "Estamos confiantes de que uma avaliação aprofundada das circunstâncias, usando os filtros clínicos e operacionais apropriados, vai clarificar e resolver a situação".

O torneio olímpico de râguebi arranca a 26 de julho e em 2016, no Rio de Janeiro, a África do Sul ficou a medalha de bronze.