Tribuna Expresso

Perfil

Tóquio 2020

Tóquio 2020

Jogos Olímpicos

Em que desportos são atribuídas mais medalhas? Tóquio procura 339 campeões olímpicos

Sabia que o ciclismo é o terceiro desporto que mais medalhas atribui na competição? Os Jogos Olímpicos decorrem entre 23 de julho de 2021 e 8 de agosto de 2021, em Tóquio, no Japão

Lusa

Bloomberg

Partilhar

Tóquio 2020 vai ter 339 medalhas de ouro em disputa nas 33 modalidades do programa, sendo que mais de um quarto (28,6%) serão distribuídas por natação e atletismo e quase metade (45,7%) pelo conjunto dos cinco maiores desportos.

A natação é a que mais medalhas atribui, 49, mais uma do que o atletismo, com 48, e a larga distância das 22 em disputa no ciclismo, enquanto ginástica e luta livre vão premiar 18 campeões, totalizando estas cinco modalidades 155 pódios, sobrando 184 para as restantes 28.

A natação pura sobressai com 35 provas, seguida dos saltos para a água com oito, enquanto a natação artística, o polo aquático e as águas abertas têm duas cada.

O atletismo é dominado pela corrida, pois 29 das 49 provas têm essa essência, que faz inclui o decatlo masculino e o heptatlo feminino: há a acrescentar os 4x400 metros mistos, que são a única prova com ambos os sexos em equipa, e os 50 quilómetros marcha, só para homens.

Salto em comprimento, triplo salto, salto em altura, salto com vara, lançamento do peso, lançamento do dardo, lançamento do disco e lançamento do martelo são as disciplinas técnicas de uma das modalidades ‘rainha’ dos Jogos.

O ciclismo tem proeminência na pista, com 12 pódios, havendo mais quatro em disputa na estrada e dois no ‘cross country’, no BMX e no ‘freestyle’, que se estreia em Jogos, tal como Madison no recinto 'oval'.

Julian Finney

Das 18 medalhas da ginástica, 14 são nas competições de artística, sendo que a rítmica e os trampolins distribuem duas cada: a luta livre também assegura o toque de hinos nacionais em 18 ocasiões.

Canoagem, com 16 pódios (12 nas regatas de velocidade e quatro em slalom), judo e tiro, com 15, também se destacam no medalheiro.

No lado oposto, há nove modalidades que apenas atribuem um ouro a cada género, casos de futebol, andebol, râguebi, hóquei em campo, golfe, pentatlo moderno, dos estreantes surf e escalada, e dos regressados basebol e softbol.

O triatlo subiu a três pódios ao ganhar um evento, de estafeta mista, enquanto o basquetebol, com o aparecimento do ‘3x3’, atribui agora quatro, os mesmos do estreante skate (rua e parque) e do voleibol, com as competições de pavilhão e praia.

Destaque ainda para o crescente número de competições para equipas mistas, juntando ambos os sexos, no tiro, com três, na natação, tiro com arco, atletismo, badminton, judo, vela, ténis de mesa, ténis e triatlo, com uma cada.

Número de medalhas de ouro em disputa por modalidade (total 339):

49 Natação
48 Atletismo
22 Ciclismo
18 Ginástica e Luta.
16 Canoagem.
15 Judo e Tiro.
14 Remo e Halterofilismo.
13 Pugilismo.
12 Esgrima.
10 Vela.
8 Taekwondo e Karaté.
6 Equestre.
5 Tiro com arco, Badminton, Ténis de mesa e Ténis.
4 Basquetebol, Skate e Voleibol.
3 Triatlo
2 Basebol/Softbol, Hóquei em campo, Golfe, Pentatlo moderno, Râguebi, Futebol, Escalada, Surf e Andebol.