Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Tóquio 2020

Tóquio 2020

Jogos Olímpicos

Catarina Costa perde no combate da medalha de bronze

Judoca portuguesa perdeu frente a Urantsetseg Munkhbat, da Mongólia, ficando assim a um pequeno passo da medalha olímpica

JACK GUEZ

Partilhar

Esteve perto a primeira medalha de Portugal logo ao primeiro dia de competição. Catarina Costa acabou em 5.º na categoria de -48kg, depois de perder com Urantsetseg Munkhbat, da Mongólia, no combate para a medalha de bronze.

Aos 24 anos, a judoca de Coimbra esteve perto de entrar no restrito grupo de atletas portugueses medalhados. Tinha como melhor resultado até à data a vitória no Grand Slam de Brasília em 2019, mas chegou a Tóquio como a 8.ª do ranking mundial e, por isso, com pretensões a um bom resultado.

Ainda assim foi uma prova de enorme qualidade para Catarina Costa, estudante de medicina, que começou o dia a vencer a azeri Aisha Gurbanli (34.ª mundial) e a chinesa Yanan Li (22.ª), a primeira por waza-ari e a segunda por ippon. Perderia nos quartos de final frente à bicampeã mundial Daria Bilodid, já no golden score. Caiu para a repescagem, mas aí bateu a muito experiente Paula Pareto, a argentina que defendia o título olímpico conquistado no Rio.

Num combate muito equilibrado, um waza-ari bastou para a atleta portuguesa se colocar no combate da medalha de bronze, onde acabou por perder frente à 3.ª no último Mundial, há semanas, em Budapeste.