Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Tóquio 2020

Tóquio 2020

Jogos Olímpicos

Soaram as sirenes: Simone Biles lesiona-se e desfalca os Estados Unidos na final por equipas na ginástica artística

Ginasta norte-americana falhou a aterragem no salto e não estará o que resta da final por equipas, aparentemente por lesão. No entanto, a NBC diz que uma questão emocional também poderá estar na origem da desistência

Jamie Squire/Getty

Partilhar

Não estão a correr de feição os Jogos Olímpicos para aquela que prometia ser a maior estrela da prova. Depois de vários incaracterísticos erros durante a qualificação da ginástica artística, Simone Biles ter-se-á lesionado durante o salto logo no início da prova por equipas e a federação norte-americana de ginástica já anunciou que a atleta está fora do que resta da prova.

Durante o salto, uma das suas melhores provas, Simone Biles falhou a aterragem e pouco depois saiu da arena com um treinador. Biles seria inicialmente substituída por Jordan Chiles nas barras assimétricas. Voltaria à arena com um pé enfaixado mas pouco depois ficou confirmada a sua desistência da competição. Porém, de acordo com a "NBC", o problema poderá não ser meramente físico e algo a nível emocional também poderá estar a afetar a ginasta.

A qualificação já tinha deixado em evidência algumas dificuldades da equipa norte-americana, que surgia como máxima favorita, mas ficou atrás da Rússia na fase preliminar. Agora sem Biles, revalidar os títulos conquistados em Londres 2012 e Rio 2016 fica mais difícil.

Quanto a Biles terá na quinta-feira a primeira final individual, no all-around. As finais dos quatro aparelhos realizam-se na próxima semana, mas para já a presença da estrela norte-americana, de 24 anos, e que em Tóquio poderia tornar-se na ginasta mais medalhada da história, é uma incógnita.