Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Tóquio 2020

Tóquio 2020

Jogos Olímpicos

Depois de vencer no Rio de Janeiro na categoria -100kg, Lukáš Krpálek volta a vencer o ouro (agora em +100kg)

O checo bateu nas meias-finais o russo Tamerlan Bashaev, responsável pela derrota de Riner, e na final levou a melhor sobre Guram Tushishvili, da Geórgia, com um triunfo por ‘ippon’ a 13 segundos do final do combate

Lusa

Chris Graythen

Partilhar

O judoca checo Lukáš Krpálek conquistou esta sexta-feira a segunda medalha de ouro olímpica da carreira, desta vez nos +100kg masculinos, nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, enquanto o Japão voltou a vencer na prova feminina, nos +78kg.

Akira Sone, campeã mundial em 2019, deu o nono ouro ao Japão no judo, a 11.ª medalha em 13 categorias, com a portuguesa Rochele Nunes a terminar no grupo das nonas classificadas, depois de cair na segunda ronda.

No Nippon Budokan, o judoca francês Teddy Riner, 10 vezes campeão mundial e bicampeão olímpico, foi eliminado com surpresa nos quartos de final e abriu caminho para novo sucesso Lukáš Krpálek, que já tinha vencido o ouro no Rio 2016, mas na categoria de -100kg.

O checo bateu nas meias-finais o russo Tamerlan Bashaev, responsável pela derrota de Riner, e na final levou a melhor sobre Guram Tushishvili, da Geórgia, com um triunfo por ‘ippon’ a 13 segundos do final do combate.

Guram Tushishvili (prata), Lukas Krpalek (ouro), Tamerlan Bashev e Teddy Riner (bronze)

Guram Tushishvili (prata), Lukas Krpalek (ouro), Tamerlan Bashev e Teddy Riner (bronze)

Chris Graythen

Riner teve que se contentar com a medalha de bronze, tendo partilhado o terceiro lugar do pódio com o seu ‘carrasco’ Bashaev.

No concurso feminino, Akira Sone, de 21 anos, ‘salvou’ o dia para o Japão ao bater a veterana Idalys Ortiz, de Cuba, que foi desqualificada.

A atleta de 31 anos, campeão olímpica em Londres2012, recebeu três penalidades, as duas primeiras por não-combatividade e a última por ataque falso, e ficou fora do ouro, acabando mesmo assim por conquistar a quarta medalha olímpica da sua carreira.

Antes, Ortiz tinha sido responsável pela eliminação de Rochelle Nunes, na segunda ronda, com um triunfo já no prolongamento do combate, por waza-ari.

Na primeira ronda, a judoca portuguesa, 11.ª do mundo, tinha vencido a porto-riquenha Melissa Mojica, 23.ª, ao pontuar com um waza-ari de 16 segundos do final.

Iryna Kindzerska, do Azerbaijão, e a francesa Romane Dicko conquistaram o bronze.

O torneio de judo dos Jogos Olímpicos de Tóquio2020 termina no sábado com os combates mistos por equipas.