Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Tóquio 2020

Tóquio 2020

Jogos Olímpicos

Enquanto se jogava em Tóquio, na Grécia controlavam-se as chamas que ameaçaram o local onde começaram os Jogos Olímpicos

Olímpia, na Grécia, é o local onde nasceram os Jogos Olímpicos e já está a salvo, mas a cidade não se livrou de um susto por conta dos incêndios que têm afetado o país nos últimos dias. A origem das chamas está numa intensa vaga de calor

Rita Meireles

Athanasios Gioumpasis

Partilhar

A luta contra os incêndios na Grécia, que deflagraram devido a uma onda de intenso calor, continua e um dos locais que recentemente correu risco foi o sítio onde nasceram os Jogos Olímpicos.

O primeiro-ministro grego já anunciou que os bombeiros conseguiram proteger o local com sucesso, numa luta contra as chamas que durou uma noite inteira, mas Michalis Chrisochoidi, o ministro responsável pela proteção dos cidadãos, realça que a batalha continua até que o incêndio esteja totalmente extinto na região.

De momento, já foi anunciado o envolvimento de militares não só no combate às chamas, mas também na prevenção através de patrulhas terrestres e aéreas nas áreas mais vulneráveis.

Para assistir ao nascimento dos Jogos Olímpicos modernos, era necessária uma máquina do tempo capaz de recuar até 1896. Mas muito tempo antes, a Grécia já tinha sido o local do nascimento do torneio antigo. Na época moderna a tradição em relação ao local manteve-se.

Os primeiros registos da competição datam de 776 A.C. e foram realizados em Olímpia, o local que recentemente correu risco de incêndio. A cidade recebeu os Jogos durante um milénio.

Reza a história que a decisão em relação ao local surgiu como uma homenagem a Zeus, que na mitologia grega é o rei dos deuses.

Atualmente, quem visita a cidade tem a oportunidade de conhecer um pouco mais da história da competição através da área arqueológica, onde se pode observar o estádio onde se desenrolavam as provas, assim como o museu que explica a história e a importância do evento na Grécia.