Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

O cabelo impecável de Sérgio, o único homem que nos anima e a meia dúzia de jogadores que não pode jogar no FCP (por Lá Em Casa Mando Eu)

Catarina Pereira viu a derrota do FCP diante do Lille e isto é o que ela tem a dizer sobre os jogadores que alinharam

Catarina Pereira, Lá Em Casa Mando Eu

Carlos Rodrigues

Partilhar

FABIANO
Fabiano está a disputar com Vaná o lugar de suplente de Iker Casillas, a não ser que a meio da época tenhamos outra vez um problema daqueles que acaba com José Sá a titular durante vários jogos. E assim, numa só frase, consegui escrever o nome de quatro guarda-redes do FCPorto, porque, surpreendentemente, ainda não fomos buscar mais nenhum neste mercado de verão.

CHIDOZIE
Foi testado a lateral-direito, porque ainda só comprámos dois e renovámos com outro, portanto estava a bater uma certa saudade. Ainda temos mais dois jogos particulares para chegar à conclusão que vai ter de ser emprestado.

FELIPE
Envergou a braçadeira de capitão do princípio ao fim do jogo, tendo correspondido com dois exímios cortes na primeira parte e com duas intervenções meio desajeitadas nos golos do Lille, mostrando que, provavelmente, as férias foram tão divertidas que ainda não é capaz de fazer 90 minutos ao seu nível. A maneira como depois bateu o primeiro penálti - ao ângulo, com força e destruindo a rede da baliza – será mais ilustrativa do que os corpinhos dos seus adversários podem esperar dele esta época.

DIOGO LEITE
Ao lado de Felipe, teve 90 minutos para mostrar que, com as saídas de Marcano e Reyes, os portistas têm todas as razões para estar em pânico. Todas, entenda-se, menos a existência de um miúdo de 19 anos que pode perfeitamente estar a conquistar um lugar no plantel com estas exibições. Ainda assim, não nos percamos no raciocínio: estamos em pânico.

ALEX TELLES
Mostrou algum trabalho com os habituais cruzamentos e cantos, mas os colegas parecem ainda estar a esconder dos adversários uma das nossas receitas para o sucesso, que consiste em aproveitar todas as bolas paradas de Alex Telles para disfarçar coisas que não estamos a conseguir fazer, tal como marcar golos.

SÉRGIO OLIVEIRA
O cabelo está impecável, na barba não há um pelo fora do sítio, portanto está mais de meio caminho andado para já estar em forma.

PAULINHO
Mesmo não tendo tido muitas oportunidades durante a fase de “empréstimo” do Portimonense, o certo é que exercemos uma opção de compra para ficar com ele, por isso acho que estão reunidas as condições para acreditarmos que as suas qualidades técnicas, afinal de contas, até convenceram Sérgio Conceição. Ou isso, ou vai acabar emprestado ao Portimonense.

ÓLIVER
Foi o médio que atuou mais tempo esta noite, dando-me esperança que seja desta que Óliver tenha uma verdadeira oportunidade de mostrar todo o seu potencial. A jogada que deixa Marega sozinho na cara do guarda-redes do Lille, por volta do minuto 13, é para não esquecer tão cedo. Para o meio-campo ficar completo só nos falta Danilo recuperar da lesão e Herrera regressar da terapia de casal.

BRAHIMI
Teve um ou outro pormenor técnico para nos lembrar que é um privilégio ninguém ainda ter batido a cláusula de rescisão.

ANDRÉ PEREIRA
Tem marcado muitos golos durante a pré-época e hoje só não o fez porque houve um adversário que travou a bola com a mão, num lance antecedido por um grande passe de Paulinho a isolar Marega. Nunca saberemos se o infrator só levou cartão amarelo porque se tratou de um jogo amigável, ou se o árbitro já estaria a treinar para o que aí vem.

MAREGA
Teve duas oportunidades nos pés, mas o guarda-redes do Lille foi mais forte. Destaco, no entanto, o grande passe para Brahimi, no final da primeira parte, que atravessou a defesa contrária. No entanto, infelizmente, o argelino não teve técnica suficiente para acompanhar a magia de Marega. É este o resultado de não apostarmos numa equipa mais forte, acabando por deixar o nosso Moussa praticamente sozinho nesta arte do espetáculo que é o futebol. No final, uma adepta, a Beatriz, entrou em campo e correu para o único homem que nos anima estes dias sisudos de pré-temporada. Com ela, todos nós.

JOÃO PEDRO
Com a sua entrada, a ala direita da equipa ganhou um caráter muito mais ofensivo, de tal forma que podia mesmo ter marcado, aos 68 minutos, após passe de Adrián Lopez, que é uma observação que espero não voltar a escrever esta época.

HERNÂNI
Como ainda estamos na pré-época, penso que estamos na altura certa para testar novas soluções no que à análise do Hernâni diz respeito, por isso aqui vai:
É rápido.
Ah, não consegui.

SOARES
Entrou numa altura em que já tinham alinhado mais jogadores com a camisola do FCPorto do que existem candidatos à presidência do Sporting, portanto foi uma confusão.

VANÁ
Não teve culpa no segundo golo sofrido pela equipa, que é mais do que grande parte da defesa e do meio-campo podem dizer. Na marcação das grandes penalidades, conseguiu não defender nenhuma e devo dizer que fez muito bem, porque o Lille já tinha ganho o jogo e eu também sou contra aquela palhaçada.

MEIA DÚZIA DE JOGADORES QUE NÃO TÊM CAPACIDADE PARA JOGAR NO FCPORTO
O mister Conceição já avisou e tem toda a razão. Ainda por cima, trata-se do treinador que recuperou jogadores como Marega e Aboubakar, por isso, se ele diz que não dá, é porque não dá mesmo.