Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

Sim, o FC Porto ganhou ao Everton, mas Lá em Casa Mando Eu estava de olho na bancada: já lá estava o novo Herrera, lindo de morrer

Catarina Pereira tem isto a dizer sobre a exibição de Otávio, o que, no fundo, resume o FC Porto-Everton (1-0): "A exibição foi boa, mas é preciso lembrar que na bancada já esteve Hector Herrera (lindo de morrer, ainda que não precisasse de nenhuma operação)"

Catarina Pereira, Lá em Casa Mando Eu

Tony McArdle - Everton FC

Partilhar

Casillas

Teve um início de jogo atribulado, com o Everton a rematar várias vezes de longe, mas foi aguentando o 0-0 como pôde. Aos 24 minutos, e depois de vermos uma bola bater no nosso poste, foi lá acariciá-lo, demonstrando que podemos continuar a contar com um dos melhores guarda-redes do mundo e, ao mesmo tempo, com um dos seres humanos mais educados do planeta.

João Pedro

Parece que já não há grandes dúvidas de que é, nesta altura, o único reforço a conquistar um lugar no onze. Aliás, se formos a fazer bem as contas, parece que já é, nesta altura, mesmo o único reforço. Ainda tem muito a aprender defensivamente – Maxi só agora começou a treiná-lo -, mas já mostra muitas aptidões lá à frente. A receção ao passe de Brahimi, por volta do minuto 69, é daquelas que vale, por si só, dois ou três Jankos falhados.

Felipe

Foi afastando tudo o que se ia passando lá atrás e ainda teve tempo para ir ao ataque criar lances de perigo, dando-nos uma ideia errada do que pode acontecer esta época sem mais centrais. Ao contrário de Diogo Leite, já não tem idade para fazer muitos minutos em poucos dias e, portanto, hoje teve direito a ir descansar mais cedo, dando-lhe uma ideia errada do que vai acontecer esta época sem mais centrais.

Diogo Leite

Esteve mais uma vez muito bem, apesar de ter sido obrigado a fazer dois jogos em apenas 48 horas, não só porque tem apenas 19 anos e, portanto, até podia ter aguentado isto bêbado, mas também porque não havia mesmo mais ninguém para jogar.

Alex Telles

Esteve quase a dar início ao seu contador de assistências para golo, mas o árbitro anulou a jogada por fora de jogo de Aboubakar, a meu ver muito bem porque Aboubakar esteve realmente muito fora deste jogo.

Sérgio Oliveira

Não esteve ao melhor nível em termos de passes, mas compensou com algumas recuperações e uma maior vontade de subir no campo, tendo mesmo chegado a fazer dois perigosos remates de longe. O esforço é notório e agradável, mas continuaremos muito atentos ao boletim clínico do senhor comendador Danilo.

Otávio

Apareceu mais vezes no ataque, mas começou por procurar a finalização de Aboubakar, um erro que lhe perdoamos por ter rapidamente percebido que neste momento só temos lugar para um farol de esperança e de golos: aos 51 minutos, isolou Marega e foi recompensado com a magia habitual de Moussa. A exibição foi boa, mas é preciso lembrar que na bancada já esteve Hector Herrera (lindo de morrer, ainda que não precisasse de nenhuma operação).

Óliver

Aguentou 90 minutos com grande frescura física e tem mostrado o suficiente para ser mais difícil, desta vez, afastá-lo do onze. No entanto, não sei se já vos disse que Hector Herrera está lindo de morrer.

Brahimi

Foi crescendo ao longo do jogo e, mesmo cansado, já conseguiu criar mais desequilíbrios, passando-lhe a ideia de que, jogando contra equipas da Premier League, podia facilmente enganar aqueles broncos todos. Mas eu estou aqui para lembrar a Brahimi que não podemos viver sem ele, por isso é bom que o deixem ficar por cá.

Marega

Não há pré-época, calor algarvio ou torneio de dois dias que tire a Marega a capacidade de explosão. Marcou o único golo da partida e conseguiu mais uma ou duas desmarcações que lhe podem ter passado a ideia de que, jogando contra equipas da Premier League, podia facilmente enganar aqueles broncos todos. A questão é: mesmo com uns 40 milhões inesperados no bolso, poderemos viver sem ele?

Aboubakar

Foi o elemento mais fraco da equipa e parece não estar preparado para o início da época, mas devo recordar que há um ano – e há dois, e há três... - também achávamos o mesmo e estivemos quase sempre enganados.

Chidozie

Não entrou naquele monovolume que levou os dispensados para o Porto porque ainda precisamos que faça de central nos treinos.

Maxi

Ainda agora regressou de férias e já está com aquele ar de quem quer tanto ganhar ao Everton como de descobrir a cura para o cancro. Calma, Maxi, nem eu levo isto tão a sério, homem.

Bruno Costa

Fez um bom passe para tentar desmarcar Hernâni, mas, ao contrário do que o universo previa, este não foi suficientemente rápido para fazer algo com isso.

Soares

Este ano é ele a partir atrás em relação aos colegas do ataque, o que, com um pouco de motivação à Sérgio Conceição, esperemos que queira dizer que está pronto a marcar 20 e tal golos.

Vaná

Porque é preciso quem anime os treinos dos guarda-redes.

Hernâni

É rápido.

Adrián Lopez

Não entrou naquele monovolume que levou os dispensados para o Porto porque ali entre Faro e Loulé já fica mais encaminhado para voltar a Espanha.

André Pereira

Tem um apelido muito bonito. E já não tenho mais nada para dizer, ufa.