Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

Sem querer que a beleza física nos distraia do essencial, Lá em Casa Mando Eu avisa: o capitão Herrera está de volta

Catarina Pereira viu o jogo de apresentação do FC Porto aos sócios, frente ao Newcastle, que acabou com um nulo, e ficou muito feliz com o regresso do mexicano até porque os retoques plásticos não lhe retiraram nenhuma frescura física ou coragem para arriscar

Catarina Pereira, Lá em Casa Mando Eu

Quality Sport Images

Partilhar

Casillas

Não teve grande trabalho, além de uma saída algo atabalhoada com os punhos, mas foi substituído com algumas queixas físicas. Já no banco de suplentes, um membro da equipa médica ligou-lhe a coxa e eu até ficaria preocupada, se não estivesse concentrada em ficar com inveja.

Maxi Pereira

Os anos passam e Maxi continua exatamente igual: luta, corre, defende, ataca, incomoda. Ele sabe que tem um “rival” mais novo e fresco na luta pelo lugar, mas sabem o que o preocupa? Nada. Absolutamente nada.

Felipe

Assume-se cada vez mais como o patrão da nossa defesa e deu muito poucas hipóteses não só aos adversários, mas também aos colegas que iam fazendo asneiras. Não sei quanto a vocês, mas eu, se ouvisse um sermão do Felipe, passava a semana seguinte a ir buscar-lhe café e limpar-lhe as chuteiras. Aliás, pensando melhor, estou disponível para isso mesmo sem a parte do sermão.

Diogo Leite

Foi, mais uma vez, o único jogador a fazer os 90 minutos e eu reforço que sou totalmente a favor desta decisão, não por não termos mais centrais disponíveis, mas porque concordo que todas as pessoas de 19 anos deviam ser obrigadas a trabalhos forçados.

Alex Telles

Uma vergonha, já que continua sem fazer assistências para golo. A sorte dele é que não temos mais ninguém para o lugar.

Herrera

Que a beleza física não nos distraia do essencial: o capitão está de volta e, salvo alguns rumores de uma eventual transferência, podemos estar descansados. Os retoques plásticos não lhe retiraram nenhuma frescura física ou coragem para arriscar. Ainda sofreu uma falta muito dura de Lord Voldemort, mas a magia do nosso escolhido continuou intacta.

Sérgio Oliveira

Rematou muito, enviou uma bola ao poste na marcação de um livre e apareceu várias vezes na área adversária para mostrar que nem em todos os jogos posso questionar a sua titularidade.

Otávio

Não fez o que Sérgio Oliveira fez, portanto é dia de questionar a sua titularidade.

Brahimi

Nos primeiros minutos, perdeu uma bola e fez dois maus passes - um deles que até criou um lance de perigo do Newcastle na nossa área -, cumprindo à risca a estratégia que tínhamos delineado para esta noite: continuar a manter os clubes da Premier League na ignorância quanto ao seu talento. Infelizmente, depois começou a acertar e só tenho pena que, desta vez, Sérgio Conceição não tenha tido a firmeza do costume, substituindo-o de imediato.

Aboubakar

Falhou algumas das melhores oportunidades de golo da primeira parte e saiu ao intervalo sem, mais uma vez, nos recordar da sua importância na equipa. Por várias vezes foi visto a olhar para o céu e a reclamar com a entidade divina encarregue de o tornar num ponta-de-lança matador, o que não se percebe, porque Sérgio Conceição estava no banco. Infelizmente, 2018 não está a ser um bom ano para Aboubakar. A boa notícia é que só faltam cinco meses para acabar.

Marega

Esteve em várias das jogadas mais perigosas do nosso ataque, mas também optou por não marcar para evitar a atenção de clubes da Premier League que pudessem estar dispostos a dar uns 40 milhões pelo nosso avançado maliano. Pela nossa alma.

Corona e Soares

Entraram muito bem no jogo e foram protagonistas dos lances mais incisivos da segunda parte. Corona parece mais entrosado à esquerda, Soares parece mais motivado para ganhar um lugar no onze. Ou então é tudo fruto daquelas madeixas loiras que eu estou sempre a dizer ao meu marido para fazer, porque dão obviamente uma força incrível.

Fabiano e Vaná

Quando Vaná entrou, ao minuto 85, descobri que quem tinha substituído antes Iker Casilas tinha sido Fabiano.

João Pedro

Gosto da maneira como se lança no ataque com confiança, sobretudo porque ainda estamos na pré-época e o meu coração ainda aguenta adversários a ficarem sem marcação na defesa.

Óliver

Mal entrou, começámos a ver passes a rasgar e desmarcações mais ou menos inesperadas. Não sei se será ou não titular na próxima semana, mas sei o quanto gostaria que fosse.

Hernâni

É rápido.

Chidozie e Bruno Costa

São jovens.

Adrián López

O facto de ainda estar no plantel e ter direito a um número é a prova de que o FC Porto é contra os despejos.

André Pereira

Tem toda a capacidade para ficar no plantel e para, daqui a uns tempos, ser vendido por três milhões a um clube alemão.

Marius

Esteve pouco tempo em campo, mas por pouco não marcava logo na estreia. Além disso, após ter falhado uma finta, deu porrada no adversário que lhe tirou a bola, portanto superou todas as minhas expectativas.

Sir Bobby Robson

Foi na altura em que treinava o FC Porto que comecei realmente a interessar-me por futebol. Devo-lhe títulos, boas recordações e uma admiração imensa. Foi bonita a homenagem.