Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

O dia em que Lá em Casa Mando Eu nos explica a solidão de Brahimi através de um clássico que já teve uma versão de Céline Dion

"All By Myself" foi como se sentiu o argelino no relvado do Olímpico até sair lesionado, num jogo em que o FC Porto foi a Roma jogar com Otávio, também conhecido por "Óliver de contrafação"

Lá Em Casa Mando Eu

NurPhoto/Getty

Partilhar

Casillas

Esta é a vigésima temporada em que Iker Casillas participa na Liga dos Campeões. Vigésima. São 20 anos entre os melhores, 20 anos de muitas vitórias, defesas e histórias para contar. E, no período de descontos deste jogo – reforço: no período de descontos da 174.ª partida, na vigésima época na Liga dos Campeões -, San Iker atirou-se pelo ar e levou com uma bola na cara, deixando-nos vivos para a eliminatória e sempre surpreendidos por o termos na baliza.

Militão

Continuo a achar excelente esta estratégia de o colocarmos num sítio onde joga pior para afastarmos os potencias interessados na sua contratação, embora suspeite que podíamos estar a fazer mais, obrigando-o a ir para a baliza ou para apanha-bolas. Para os adeptos espanhóis que insistem em vir ler estes textos para saber se andam atrás do rapaz certo, tenho apenas a destacar o lance aos 38 minutios, quando Éder Militão foie comidio por Dzeko e só tieve sortie porque la pelota foie ao postie. Pero, normalmente, ele no tiene sortie. Foie miesmo só alie.

Felipe

Esteve muito bem Felipe, a passar várias vezes a bola diretamente ao guarda-redes da Roma para lhes dar mais hipóteses de fazerem um 1-10. Este é o futebol que eu defendo, sem humilhações, com fair-play e possibilidade de todos demonstrarem o seu talento. Claro que, para estragar esta piadinha, o nosso golo nasce num passe longo do Felipe, mas penso que basta voltar a ver o lance para percebermos que aquele golo ia sempre acontecer, apesar dos passes longos do Felipe.

Pepe

Por momentos, pensei que o Casillas ia bater-lhe a seguir ao primeiro golo da Roma, pelo espaço que possibilitou a Dzeko construir a jogada. Mas depois o Pepe recompôs-se, até foi ao ataque tentar dar uma ajuda e, sobretudo, conseguiu ter a paz de espírito de não partir a tromba toda ao espanhol por causa disso. Está outro homem!

Alex Telles

Não sei se repararam, mas marcou ali um livre completamente disparatado, para enganar aqueles que acham que o FC Porto em geral e Alex Telles em particular são muito bons nas bolas paradas.

Danilo

Não sei se repararam, mas o senhor comendador quase marcou golo num canto marcado pelo Alex Telles, só para estragar a estratégia descrita anteriormente.

Herrera

Dizem que vai para Itália ou França no próximo ano e o meu desejo é que já tenhas as coisas tratadas, não vão as pessoas que o iam contratar ter visto este jogo. Foi pena o remate no final não ter entrado, porque era da maneira que eu ultrapassava aquele fetiche do golo na Luz e, além disso, não tinha mandado um grito que acordou a minha filha em vão.

Otávio

Viemos a Roma jogar a Champions e jogámos com o Óliver de contrafação. A ocasião era de gala e pusemos um fato de treino. O pior é que tivemos alturas do jogo em que parecíamos aqueles turistas portugueses que tocam nas estátuas e nos quadros e dizem, desdenhosos: “A gente tem lá melhor, vamos é comer uma pizza”.

Brahimi

Fernando Andrade

Podia ter marcado um golo e, bem vistas as coisas, esta eliminatória está perfeitamente ao alcance de uma equipa que esteve sem Aboubakar, Marega e Corona e que ficou sem Brahimi. Fernando não é um avançado de topo europeu, mas temos todos uma raça de topo mundial.

Soares

Além da falta de eficácia dos avançados do FC Porto que estão capazes de disputar uma partida de futebol e dos avançados do FC Porto que estão magoados mas de qualquer forma também não têm muita eficácia, o setor ofensivo do FC Porto tem-se deparado com um problema nos últimos jogos que me preocupa: estive à procura de uma descrição melhor, mas acho que é mesmo só conhecida como aselhice. E Soares, aquele que até considero o avançado mais completo da equipa, é o rosto mais visível disso mesmo. A cada jogo, menos duelos ganhos, mais passes incompreensíveis e nem vamos começar a falar em domínios de bola. Como é óbvio, tudo isto só podia terminar com uma assistência para golo que as más línguas vão dizer que foi um remate falhado. AH! AH! AH! Meus amigos, eu tenho visto IMENSOS remates falhados do Soares e eles nunca dão golo, por isso é óbvio que vocês estão errados.

Adrián

É engraçado: se algum dia me dissessem que o Adrián López ia manter a esperança em alcançarmos uns quartos de final da Liga dos Campeões, era capaz de jurar que nunca na vida alguém me diria isso. No festejo do golo, pareceu-me que fez o sinal de gravidez, ou então era só boca para o Soares começar a emagrecer.

André Pereira

No final da partida, Sérgio Conceição foi apanhado pelas câmaras a gritar aos jogadores: “Nós vamos passar!” A parte “apesar de eu não ter avançados de jeito” já não foi transmitida, por respeito.

Hernâni

É rápido.