Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

Depois de ver a exibição de Soares, Lá em Casa Mando Eu avisa que se a virem com um jerricã, não será seguramente para abastecer o carro

A derrota com o Gil Vicente, diz Catarina Pereira, prova que o FC Porto pode neste momento perder com qualquer equipa do Campeonato de Portugal e do Campeonato do Estrangeiro

Catarina Pereira, Lá em Casa Mando Eu

MIGUEL RIOPA/Getty

Partilhar

Marchesín

Fez aquela que eu ia arriscar dizer que seria a defesa da época 2019/2020, pelo menos até Soares fazer umas quantas bem jeitosas lá na frente. Fica a dúvida, portanto.

Manafá

É muito fácil, nestas alturas, desatar a fazer piadas sobre os pontos fracos da equipa, portanto hoje vou surpreender-vos e deixar a análise de Manafá praticamente em branco.

Pepe e Marcano

São, sem dúvida, dois centrais muito experientes e que têm imenso para dar a esta equipa, mas, nesta altura, espero que estejam fechados numa sala a debater, afinal, o que é isso da linha defensiva.

Alex Telles

Foi o justo capitão, na ausência do senhor comendador, e reconheço-lhe facilmente algum mérito na marcação do penálti que deu o empate, embora a mim ninguém me convença que a oração de Danilo não foi a principal responsável por tal momento de glória.

Sérgio Oliveira

Caiu na grande área do Gil Vicente, o árbitro assinalou penálti, mas depois foi ver o lance ao VAR e voltou atrás. Se alguma coisa ocorrer de bom após esta noite, Sérgio Conceição segue-lhe o exemplo e vai ao VAR ver que não estamos a jogar o suficiente e volta atrás em muita coisa.

Bruno Costa

Vamos tirar só um momento para pensar que o Gil Vicente ainda agora estava a jogar no Campeonato de Portugal, o que não retira em nada o mérito do FC Porto em perder este jogo. Pelo contrário, penso que o facto do Gil Vicente vir do Campeonato de Portugal só mostra que o FC Porto está bem capaz de perder com qualquer equipa. Do Campeonato de Portugal ou do Campeonato do Estrangeiro, entenda-se.

Otávio

Desculpem, demorei muito a escrever algo sobre o Otávio porque estava na internet a ler todos os comentários ponderados que os adeptos do FC Porto estão a escrever. Sinto que vou perder aqui umas horas, mas vou aprender imenso com isto.

Corona

Falhou a primeira grande oportunidade de golo do FC Porto, mas garanto-vos que nem estive a contar.

Zé Luís

Foi precisamente no Gil Vicente que Zé Luís se estreou no campeonato português, portanto tudo isto pode ter sido só uma questão de azar, ou destino, ou signo do zodíaco, sei lá.

Soares

Teve pelo menos dois falhanços dignos de irem parar àqueles resumos em que nos rimos muito dos falhanços, menos se forem falhanços da nossa equipa quando o campeonato ainda agora começou e nós já podemos resumir tudo a uma quantidade enorme de falhanços. Bem, se nas próximas horas me virem com um jerricã numa bomba de gasolina, juro que não é para abastecer o carro.

Luis Diaz

Continua a mostrar bons pormenores, como os remates fortes de longe, embora alguém tenha de o informar que esta é uma característica que nós apreciamos mais num central, porque esse sim, tem de estar constantemente a chutar a bola para longe.

Marega

Foi com alguma surpresa que o vi começar no banco, uma vez que há duas coisas que tomo como garantidas na vida: a morte e a titularidade de Marega enquanto não enganarmos nenhum clube estrangeiro com uma venda espectacular, na ordem dos 15 milhões de euros mais objetivos, sendo que os objetivos são esse clube estrangeiro não invadir a cidade do Porto para reaver esses 15 milhões de euros em apenas três dias. Ora, dizia eu, depois da surpresa de o ver no banco, Marega entrou e perdeu a bola que deu o primeiro golo do Gil Vicente, calando todos os críticos que estão constantemente a queixar-se de que não contribui o suficiente para aquilo que de mais bonito tem o futebol, que é o golo, lá está.

Fábio Silva

Entrou em campo com um papel para o Sérgio Oliveira e estou em condições de avançar o que dizia lá: “Diz à malta que este ano a estratégia é não ficar 7 pontos à frente do Benfica antes de perder o campeonato. A derrota de hoje é essencial. Vamos fazer de conta que estamos muito chateados. Fora a Catarina Pereira, essa vai ficar insuportável de qualquer maneira”.