Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

Nakajima é pequenino. Messi é pequenino. Eu sou pequenina. Perceberam agora?

Chega, assim, a análise de Catarina Pereira, de Lá Em Casa Mando Eu, ao jogo de quarta-feira para a Taça da Liga

Catarina Pereira, Lá Em Casa Mando Eu

Quality Sport Images

Partilhar

Diogo Costa
A Taça da Liga é o único momento em que há tanta ou mais abstenção que nas eleições europeias, contando apenas com a presença de adeptos sem dois filhos e crónicas para escrever. Não sei se conta como estreia oficial de Diogo Costa, ou se temos que esperar que ele jogue numa competição a sério.

Manafá

Subiu algumas vezes no terreno, mas sem muita convicção, porque estamos a falar de uma competição em que nem o Salvador quer participar (Salvador, o presidente do Braga, não o Salvador Sobral, atenção. Esse é do Benfica, portanto tem de gostar da Taça da Liga).

Pepe
Santa Clara? Vocês outra vez? Mas eu não vos disse que não vos quero na minha área? Vá, xô daqui.

Diogo Leite
Alguns passes entrelinhas, um golo decisivo e a certeza de que aquele lugar um dia vai ser dele, sobretudo agora que sabemos que o Wolverhampton está em dificuldades.

Alex Telles
Cumpriu um jogo de suspensão no último jogo do campeonato, pelo que teve um fim de semana descansado. Hoje, voltou à titularidade e agora, pelas minhas contas, só deve descansar em 2039.

Mbemba
Boa exibição. Talvez muitos de vocês não soubessem que Mbemba podia jogar ali, mas já no... (ir ao Google procurar descrição precisa do passado de Mbemba para fazer um brilharete. Atenção: não tão precisa que pareça que foste ao Google, tem mesmo de parecer que sabias isto).

Bruno Costa
Outra boa exibição. Dá ares de Sérgio Oliveira, mas em bom.

Romário Baró
Tudo neste menino é classe. Adoro a maneira como penteia a bola sempre com cuidado, como se nunca se esquecesse que está a tocar num objeto tão valioso. Deixou o campo em lágrimas devido a uma entrada assassina e todos nós chorámos um bocadinho.

Nakajima
Nakajima é pequenino.
Messi é pequenino.
Eu sou pequenina.

Percebem agora?

Soares
Destruiu parte do relvado num remate desastroso, mas teve a decência de o arranjar, mesmo com a dificuldade acrescida de ser difícil distingui-lo do seu próprio cabelo.

Fábio Silva

Com 17 anos, dois meses e seis dias, tornou-se o mais jovem titular de sempre no FC Porto. E eu penso que nunca é demais lembrar-vos que ele nasceu em 2002. No futuro, portanto.

Otávio
Entrou tarde no jogo, mas muito a tempo de continuar picado com o senhor da touca. E bem, e bem.

Zé Luís e Luis Díaz
Adoro o nome Luís, por isso vou juntá-los, que até ficam muito bem. Interessantíssima esta parte do texto, eu sei.