Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

Lá em Casa Mando Eu e uma análise simples para Sérgio Oliveira e Alex Telles: péssimos em cabelos, ótimos nas bolas paradas

Catarina Pereira congratulou-se ainda que o encontro com o Varzim terminasse com a estreia de Vítor Ferreira pelo FC Porto, ainda que saiba que o jovem vai omitir aos netos que o fez com aquele equipamento amarelo

Catarina Pereira, Lá em Casa Mando Eu

Quality Sport Images/Getty

Partilhar

Diogo Costa

Sofreu um golo num remate muito potente, claramente em desigualdade de circunstâncias, porque lá na Póvoa há muito vento e eles têm de chutar sempre assim.

Saravia

Nem estava a jogar muito mal (isto não parece, mas é um elogio), mas era preciso sair alguém ao intervalo para o Manafá brilhar também do lado direito.

Mbemba

Hoje não entrou desconcentrado, como contra o Moreirense, claramente porque é a favor dos jogos à terça-feira às 18h e só não suporta são jogos à sexta-feira às 21h15. É uma posição, temos de a respeitar.

Marcano

Jogou bem e marcou o golo da vitória, ou seja, fez-lhe bem a braçadeira de capitão. A mensagem é clara para os jovens portistas que estão em formação: se um dia saírem a custo zero do clube, é muito provável que acabem como um exemplo.

Manafá

Começou na esquerda, depois foi para a direita, enfim, quando um jogador é multifacetado, e com esta qualidade, é a equipa que tem de se ir adaptando às suas necessidades.

Uribe e Otávio

Lembram-se quando eles jogavam os dois juntos no meio-campo? Ah, bons tempos. Vou juntá-los só aqui para ver se a ideia pega outra vez.

Sérgio Oliveira

Fez a assistência para o segundo golo, numa bola parada, mantendo acesa a competição com Alex Telles pelo jogador com o pior penteado, mas com capacidade para fazer isto.

Luis Díaz

Com a chuva que estava, só espero que não fique doente, porque o nosso campeonato não está para gripes, constipações e estados virais vários.

Soares

Parece que já nem sabe o que é jogar sem marcar e nós também estamos a ficar mal habituados. Talvez seja melhor irem ler uns textos meus antigos para recuperar aquela desconfiança nele que faz falta.

Fábio Silva

Tinha em cima dos ombros a tarefa de substituir Marega, mas naturalmente foi demasiado peso para um miúdo de 17 anos.

Alex Telles

Foi preciso entrar alguém para o Manafá brilhar também do lado direito. E era isto que lá tínhamos.

Romário Baró

Entrou aos 64 minutos de jogo, assim que nos assegurámos que não havia nenhum ex-jogador do Benfica com vontade de o lesionar nas proximidades.

Vítor Ferreira

Estreou-se pela equipa principal do FC Porto e um dia vai omitir aos netos que o fez vestido de amarelo.