Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

Lá em Casa Mando Eu aposta que Nakajima será agora visto a comprar máscaras e gel desinfetante para evitar contágio do vírus do mau futebol

Aqui está a análise necessária à eliminação do FC Porto da Liga Europa por Catarina Pereira, que deixa um alerta ao baixinho japonês: é preciso controlar o contágio o quanto antes, o mau futebol anda aí

Catarina Pereira, Lá em Casa Mando Eu

Quality Sport Images/Getty

Partilhar

Marchesín

Digamos que o melhor movimento de um guarda-redes do FC Porto esta noite foi o de Diogo Costa, que estava no banco e atirou uma chapada à própria cara no terceiro golo do Bayer Leverkusen, escondendo a reação que todos estávamos a ter e, simultaneamente, protegendo-se de eventuais pandemias.

Corona

Não seria justo estar a destacar a forma como ficou sem saber o que fazer no lance do primeiro golo do Bayer Leverkusen, deixando o adversário não só em jogo, como em ótimas condições para marcar, quando na verdade nem sequer foi o único elemento da defesa que parece nunca ter sido treinado para tal.

Mbemba

Estes alemães corriam muito, pressionavam muito, eram muito rápidos a sair e passavam muito a bola uns aos outros. Eram muito chatos, basicamente.

Marcano

É bom recordar que tudo isto começou naquela tarde quente de verão, contra uma equipa russa cujo nome começava por “K” e quando estávamos todos convencidos que o FC Porto iria poder disputar jogos de alto calibre, contra as melhores equipas do mundo. Até aqui, hoje, não foi uma caminhada bonita, mas foi a que se arranjou. Querem espetáculo? Vão para a Liga dos Campeões!

Alex Telles

Fez parte da minoria de jogadores do FC Porto que não viu um cartão amarelo ou vermelho, continuando a provar que está num excelente momento de forma.

Uribe

Saiu ao intervalo e o treinador optou por testar um sistema de três centrais, já que era um jogo que não contava para nada e contra um adversário banal. Passado um bocado, o sistema voltou ao normal, acho, é difícil dizer porque foi sempre uma contínua nódoa.

Sérgio Oliveira

Sempre admirei a forma como alguns jogadores de futebol conseguem fazer uma entrada duríssima e, mesmo assim, ficar escandalizados com o facto de o árbitro marcar falta e até ter o descaramento de mostrar cartão amarelo. Hoje aconteceu com o Sérgio Oliveira, mas nada nos garante que amanhã não acontecerá novamente.

Otávio

Dos poucos que deu luta aos alemães, que é para eles aprenderem que nós podemos ser mais baixinhos, mais desorganizados, menos civilizados, ter ar de malucos e de quem faltou muito às aulas, mas também somos felizes!

Luis Díaz

Ia a correr junto a um alemão, agarrou-se à coxa e pediu para sair. Uma descrição que se aplica não só ao Luis Díaz, mas também ao próprio FC Porto na Liga Europa.

Marega

Bom golo, de cabeça, a cruzamento de Otávio. Isto das competições europeias, antigamente, ainda dava para vender uns gajos, não era?

Zé Luís

Se calhar agora já não dá, não é?

Nakajima

Amanhã vai ser visto a comprar máscaras, gel desinfetante e todos os acessórios recomendáveis a quem ainda sabe tratar bem a bola, mas tem de jogar assim, rodeado de mau futebol e com fortes hipóteses de contágio.

Pepe

Mal entrou, no início da segunda parte, o árbitro, que até essa altura estava muito rápido a mostrar cartões, chamou-o para lhe deixar um aviso, num twist incrível que ninguém esperava. Lá mais para o fim ainda levou o tal cartão, portanto isto não teve tanta piada, mas enfim. Querem rir? Saiam daqui.

Soares

Entrou quando estava 0-3 e ouviram-se alguns assobios dos adeptos que não conseguiram sair do Estádio do Dragão quando foi precisamente o 0-3, sendo obrigados a ficar para aplaudir Soares por ser expulso. O futebol é lindo.