Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

Lá em Casa Mando Eu adora contos de fadas como o de Nanu: dos Barreiros a fazer antijogo com Lito Vidigal para jogar na Champions com o City

O FC Porto perdeu em Manchester frente ao City (3-1), na estreia na Liga dos Campeões 2020/21, mas Catarina Pereira escreve, na sua análise humorística, que gostou da exibição dos portistas e, particularmente, de Mbemba: "Não o trocava por nenhum dos defesas do City, que, todos juntos, custaram mais do que o PIB do país do Mbemba"

TIM KEETON

Partilhar

Marchesín

Ao estrear-se na Liga dos Campeões, Marchesín enfrentou uma dura realidade: na melhor competição do mundo, os ricos podem pisar a perna aos pobres sem que nada lhes aconteça. Já vi revoluções começarem por menos.

Mbemba

Fez um bom jogo, concentrado, quase sempre bem posicionado. E não o trocava por nenhum dos defesas do City, que, todos juntos, custaram mais do que o PIB do país do Mbemba.

Pepe

Passou o jogo com aquele ar de quem se ia passar a qualquer momento. Tal como todos nós, aliás.

Sarr

Uma das grandes surpresas no onze inicial, agradavelmente bem montado para travar uma equipa de Pep Guardiola, mas não o suficiente para combater um árbitro letão. A rever para a próxima. (Queria mesmo escrever letão, daí o esforço. Letão. E Phil Foden. Parabéns a quem comentou o jogo e disse ambas as palavras com imenso profissionalismo. Eu não consigo. Foden.)

Corona

Estava a precisar de matar saudades daqueles tempos em que tinha de preocupar-se mais com defender do que com os pormenores belíssimos que pode dar ao jogo. Esteve algo insuficiente nessa tarefa, pelo que, felizmente, poderá voltar ao normal no fim de semana.

Sérgio Oliveira

Ainda não foi hoje que o FC Porto venceu em Inglaterra, pelo que aproveito para passar ao meu segundo desejo desportivo da semana: boa sorte para amanhã, João Almeida!

Uribe

(O que é que se passa com o Otávio? Alguém sabe? Estou nesta ansiedade há horas, alguém que me ajude.)

Fábio Vieira

Gosto de miúdos que entram nos jogos mais importantes sem sentirem a bola a picar nos pés. Agora vamos tentar ver os miúdos também nos menos importantes? Fica a ideia.

Zaidu

Habituado a secar Mahrez, teve hoje de secar também Bernardo Silva. Tudo concretizado, sem surpresa.

Luis Díaz

Marcou um golaço, após um erro de Rúben Dias (não que eu queira salientar o erro de Rúben Dias. Porque o golaço valeu muito mais a pena do que o erro de Rúben Dias. Seria um desperdício de tempo falar do erro de Rúben Dias). E nunca chegaremos a saber quantos portistas passaram a jogada a gritar “PASSA A BOLA #%$”%!”

Marega

Não foi visto no jogo, pelo que vai ser difícil juntar imagens àquela compilação que estamos a preparar há anos para ele ir cumprir o sonho de jogar na Premier League.

Manafá

Não percebi bem a saída de Luis Díaz, mas pelo menos senti aquele quentinho de já conhecer a sensação, já que foi a segunda vez em apenas quatro dias.

Nakajima

O Presidente em tronco nu para levar uma vacina, o Papa a defender o casamento homossexual e Nakajima a voltar a jogar pelo FC Porto. Que semana de loucos!

Nanu

Imaginem estar há umas semanas nos Barreiros a fazer antijogo contra o Tondela com o Lito Vidigal e agora estar a jogar em casa do Manchester City na Liga dos Campeões. Ah, adoro contos de fadas!

Taremi

Bom saber que já pode entrar a partir dos 77 minutos. Há esperança que lá para janeiro já possa fazer meia parte. Eu acredito!

Evanilson

Estreia com a camisola do FC Porto, logo na Liga dos Campeões. Poderia parecer estranho um avançado não servir para tentar marcar um golito ao Marítimo no Dragão e servir para tentar marcar um golito na casa do Manchester City, mas ser do FC Porto é imediatamente um risco enorme de se estrear na Liga dos Campeões.

Com bolas paradas matas, com bolas paradas morres

Montado num surpreendente 5-4-1, o FC Porto até começou a ganhar na estreia na Liga dos Campeões, com um golo de Luis Diaz, mas o Manchester City, com um penálti e um livre direto, deu a volta ao resultado, e fechou o jogo em 3-1 já perto do final