Tribuna Expresso

Perfil

Lá Em Casa Mando Eu

Vai ser difícil travar os tubarões no mercado. Nem imagino o que será o ataque do FC Porto sem Marega (por Lá em Casa Mando Eu)

Na sua análise humorística à eliminação do FC Porto da Taça de Portugal perante o Braga (2-3), Catarina Pereira elogia os avançados portistas: "O massacre foi tal, na parte do jogo que eu vi, que claramente o Taremi ou outro qualquer iriam acabar por marcar um, dois, três golos, os que fossem preciso para nos entreter, caso o árbitro não tivesse terminado o jogo tão cedo. Onde é que já se viu mandar tudo para casa às 10 da noite?"

Octavio Passos

Partilhar

Diogo Costa

Para começar, devo dizer que comecei a ver o jogo muito tarde e que, esquecendo o resultado de 2-3 que já estava, vi esta noite um belo pedaço de uma partida de futebol. O FC Porto a massacrar, o Braga, coitado, mal saía da área, enfim, faziam o que podiam perante a nossa superioridade. Imensas oportunidades, foi chato não entrarem, mas, de facto, quando se joga com esta vontade toda só se podem esperar boas coisas nas próximas ocasiões. Fiquei tão otimista que nem vou rever o jogo para escrever este texto com mais informações.

Manafá

Bem, comecemos pelo Manafá, então. Foi um azar ele ter saído tão cedo, já nem o vi. Penso que devemos ter tirado o lateral porque queríamos dar mais espetáculo, marcar mais golos, enfim, proporcionar a tal festa da Taça a todos os que fossem dignos de assistir a isto.

Mbemba

Acabei de conferir digitalmente que saiu aos 23 minutos. Portanto, para um central sair tão cedo, das duas, uma: ou se lesionou e lamento imenso, porque gosto muito do Mbemba e desejo-lhe uma rápida recuperação; ou o Mbemba lembrou-se, nessa altura, que tinha algo para fazer mais importante do que isto, e eu não posso julgar porque também tive.

Pepe

Estou a vê-lo ali ao longe, na flash interview, e dá-me ideia que o Pepe é o jogador que mandamos sempre à flash interview quando é preciso dizer aquela mistura entre grandes clichés como “temos de lutar mais” e grandes verdades como “a culpa é nossa, isto foi horrível”. Por isso, não percebo porque é que foi ele hoje falar, não foi nada disso que eu vi.

Sarr

Acabei de conferir digitalmente e Sarr não saiu aos 23 minutos, mas só aos 68. Deve ter feito um bom jogo, saiu cansado porque deu tudo e não é por não estarem adeptos que temos de evitar as substituições para os aplausos. Fico contente!

Grujic

O mesmo não se pode dizer de Grujic que, segundo o que acabei de conferir digitalmente, saiu também aos 23 minutos. Sinceramente, eu olho para o Grujic e vejo tanta vontade em jogar futebol que me admira esta saída tão precoce, mas às tantas também tinha outras coisas para fazer, uma pessoa sabe lá.

Uribe

Uribe também saiu cedito, passavam 57 minutos de jogo, a meu ver uma boa altura para entrar Francisco Conceição, tirando uma outra ideia que seria ele jogar de início. Não que eu queira aquela agitação toda, aquela irreverência, durante 90 minutos, aquilo cansa-me na verdade. Mas podíamos, sei lá, tirá-lo aos 57 minutos, quando já tudo estivesse resolvido para nós. Fica a sugestão, vale o que vale.

Otávio

Chegou a altura da análise mais fácil, uma vez que não é preciso sequer estar atenta para dizer isto: lutou muito, fez a diferença e é difícil encontrar um jogador que interprete melhor o FC Porto de Sérgio Conceição. Fossem todos como ele e não se sofriam muitos golos em poucos minutos, quando ainda está tudo distraído. Como aconteceu, salvo erro, contra o Boavista, já não me lembro bem porque já foi há algum tempo.

Luis Díaz

Acabei de ver uma repetição em que falha um golo após um belo trabalho de Francisco Conceição no corredor direito, mas não vou focar-me nisso. Falhar todos falham, rematar à baliza também. Prefiro, portanto, destacar que Luis Díaz optou, desta vez, por tentar o golo meio de calcanhar, meio de lado, evitando qualquer aproximação a um adversário que tivesse de obrigar o árbitro a expulsá-lo por essa tentativa.

Corona

Estou a começar a ler muitos elogios aos jogadores do Braga hoje, suponho que finalmente não tenham dado paulada no Corona. Sim senhor, merecem, muitos parabéns e obrigada por terem-no deixado bem.

Marega

Mais um golo para juntar aos 10 que já tinha na época, vai ser difícil travar os tubarões no mercado de transferências. Eu nem quero falar muito sobre ele, para não chamar a atenção. Nem imagino o que será o ataque do FC Porto, no futuro, sem Marega.

Zaidu

Continua a ser uma das primeiras opções para entrar naqueles jogos em que facilitamos e não entramos com o melhor onze. Felizmente, acabou por correr tudo bem.

Taremi

Ainda o vi falhar um golo ao outro, mas não vou ficar chateada com ele. O massacre foi tal, na parte do jogo que eu vi, que claramente o Taremi ou outro qualquer iriam acabar por marcar um, dois, três golos, os que fossem preciso para nos entreter, caso o árbitro não tivesse terminado o jogo tão cedo. Onde é que já se viu mandar tudo para casa às 10 da noite? Que desilusão.

Sérgio Oliveira

Dito isto, acho que realmente acabámos por ficar só com a Champions.

Francisco Conceição

Tens muita pinta, miúdo. Vou tentar ver mais os jogos por ti.

Evanilson

Penso que deixei aqui um bom resumo do que se passou esta noite. Ainda bem que, daqui a uns anos, alguém vai poder conferir aqui digitalmente o que se passou realmente. De nada.