Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Sabia que Ronaldo marca mais do que Messi e Inzaghi juntos a partir dos ‘quartos’? E mais do que qualquer jogador do Ajax em Amesterdão?

A lenda de Cristiano Ronaldo na Liga dos Campeões continua a crescer e os seus números extraordinários estão a deixar todos os outros lá atrás, no planeta terra

Hugo Tavares da Silva

Soccrates Images/Getty Images

Partilhar

Só nos podemos meter na pele do miúdo. Ali, com um amigo ao lado que lhe belisca a mão para acreditarem que estão mesmo a viver aquilo, à frente de Leonardo Bonucci, um dos grandes defesas da história do calcio. O tal amigo, concentrado, é o descanso das mãos de um semideus da rapaziada. O garoto, rasgando o protocolo que convida a um olhar vazio no horizonte, lá decide olhar para trás, para ver se o herói é de verdade.

Cristiano demora um segundo a descobrir-lhe o olhar; depois, esboça um sorriso, dá-lhe um toque na orelha e trocam curvas nos lábios. O amigo abre o sorriso finalmente, revelando que a felicidade do companheiro é a sua. Bonucci continuava com aquele ar de quem estava preocupado com Tadic, enquanto Cristiano esperava serenamente mais uma das suas noites europeias.

O futebol do Ajax seduz quem aprecia ver jovens a tocar a bola sem remorsos. O compromisso na pressão, a qualidade técnica e a coragem de meter muitos homens na frente foram uma constante, tudo personificado em Frankie de Jong, um futebolista cada vez mais total.

Os homens que levam uma laranja no lugar do coração viviam tempos felizes quando Cristiano Ronaldo recebeu, rodou e tocou para a direita e investiu numa correria categórica rumo à grande área, como quem sabia perfeitamente o que ia acontecer. O alfaiate João Cancelo tirou as medidas e picou a bola para a área; Cristiano decifrou a manobra de diversão de Rodrigo Bentancur (arrastou Matthijs de Ligt) e usou a cabeça no lugar certo. Um-zero.

Chris Brunskill/Fantasista

“Ronaldo é um predador na área. Ele fica sempre à espera que apareça um buraco na defesa e depois corre entre os dois defesas”, assim explicaria Matthijs de Ligt, talvez o defesa mais assediado na Europa.

Foi, evidentemente, mais uma noite de recordes. E os números nunca deixam de surpreender. Vamos ao osso: foi o golo 125 em 161 jogos, contra 108 golos de Lionel Messi e outros 71 de Raúl González, o ex-avançado do Real Madrid.

Etsuo Hara

O número que porventura mais surpreende é este: Cristiano leva 41 golos marcados dos quartos de final para a frente deste torneio, deixando muito, muito longe Messi (16), Filippo Inzaghi (13), Raúl (13) e Andriy Shevchenko (13), contou o MisterChip no Twitter.

Mas há mais, ainda à boleia do génio da estatística: “Cristiano marcou mais golos na Liga dos Campeões na Amsterdam Arena (6) do que qualquer jogador com a camisola do Ajax”, escreveu, revelando que apenas Zlatan Ibrahimovic se aproxima do português (5).

Em oito jogos contra o clube de Johan, Cristiano celebrou oito golos, sendo que seis deles aconteceram em três visitas a Amesterdão.

A crónica do Ajax-Juve (1-1), a contar para a primeira mão dos "quartos" da Liga dos Campeões, está AQUI.