Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Muitos golos, muito VAR, muito futebol: assim foi o louco Manchester City-Tottenham

Mesmo derrotado por 4-3, o Tottenham está nas meias-finais da Liga dos Campeões, após um jogo de loucos em que o City ainda chegou a festejar o apuramento. Antes do VAR anular um golo já marcado nos descontos

Lusa e Tribuna Expresso

Marc Atkins/Getty

Partilhar

O Tottenham apurou-se esta quarta-feira para as meias-finais da Liga dos Campeões, mesmo depois de ter sido hoje derrotado em casa do Manchester City (4-3), beneficiando dos golos marcados fora para afastar a formação de Pep Guardiola.

O Manchester City adiantou-se no marcador logo aos quatro minutos, por intermédio de Raheem Sterling - que empatou a eliminatória, já que o Tottenham tinha vencido há uma semana os 'citizens' por 1-0. Mas a resposta do Tottenham não se fez esperar e o coreano Son Heung-Min marcou aos sete e aos 10 minutos, colocando os comandados de Mauricio Pochettino em vantagem.

Mas apenas um minuto depois Bernardo Silva marcou para os da casa e Sterling bisou aos 21 minutos, fixando o 3-2 que se registava ao intervalo.

Na segunda parte, Sergio Aguero fez o 4-2 para o City (59 minutos), mas o espanhol Llorente marcou aos 73 minutos, um golo apenas confirmado após recurso ao VAR. VAR que viria a ser decisivo para o desfecho do encontro: já nos descontos, Sterling fez o que seria o 5-3, mas o vídeo-árbitro anulou o golo por um fora de jogo anterior de Aguero. Um balde de água fria para os jogadores do City, que já festejavam a passagem Às meias-finais num jogo absolutamente louco.

Mas seria mesmo a formação de Londres a garantir o apuramento - é a primeira vez que os Spurs chegam às meias-finais da prova no novo formato de Liga dos Campeões. O Ajax será o próximo adversário.