Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Bruno Lage: "As análises serão sempre sobre o que aconteceu nas primeiras quatro jornadas""

O treinador do Benfica reconheceu, após a vitória (3-0) contra o Zenit, que a equipa será avaliada pelo que fez na quatro primeiras jornadas da fase de grupos da Liga dos Campeões, antes de elogiar os jogadores pelo "controlo emocional" que tiveram neste jogo

Tribuna Expresso

MIGUEL A. LOPES/Lusa

Partilhar

A análise ao jogo

"Depois do primeiro golo, a equipa teve controlo emocional para continuar a circular, manter a bola e continuar a jogar na largura, procurar os espaços e tornar o resultado confortável. A equipa esteve sempre segura, com um bom controlo emocional e acabou por fazer um jogo bom."

Sente que o Benfica podia ter ido mais longe?

"Sim. Mas aquilo que fazemos é exatamente isto. Na primeira jornada, utilizámos o Cervi porque entendemos que era a melhor estratégia, falhou um golo isolado e empatámos. Hoje, seis jogos depois, é ele quem abre o marcador. O mais importante é entendermos o momentos dos jogadores e da equipa. Depois, é sentir o crescimento que queremos, que é vir para estes jogos sem emoções negativas do passado. Temos falado sobre isso. Temos de fazer o nosso jogo, independentemente da prova.

Qual é a ambição para a Liga Europa?

"A nossa ambição é sempre a mesma: recuperar os jogadores e preparar o próximo jogo."

Grupo mais equilibrado da Champions?

"Foi a análise que fizemos, que seria, certamente, um grupo equilibrado. O que fica é o sentir que, fundamentalmente, nos últimos dois jogos, a equipa foi segura e afirmativa naquilo que pretendemos. Perdemos nos detalhes. Eventualmente, as análises serão sempre sobre o que aconteceu nas primeiras quatro jornadas. O mais importante é termos consciência do que estamos a fazer e escolher o melhor onze. A equipa fez um bom início de época, depois teve um período não tão favorável a nível exibicional, e agora, no último mês, tem tido dinâmicas muito boas."