Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Sérgio Conceição: "Por aquilo que vi hoje, devo um pedido de desculpas a todos os árbitros de Portugal"

Depois da derrota do FC Porto frente ao Manchester City (3-1), Sérgio Conceição criticou a arbitragem, na flash interview da Eleven Sports

Tribuna Expresso

Pool

Partilhar

A exibição

"Acho que a primeira palavra que tenho de dar é aos jogadores, porque mudando a nossa estrutura, com alguns elementos novos... Sabíamos que era importante anular alguns pontos fortes do City, para explorar o que fizemos de bem na primeira parte. Se tivéssemos feito um segundo golo, na situação do Marega, acho que seria justo, até porque o City não criou perigo nessa fase do jogo.

Depois, aos 60 minutos, o jogo mudou, no sentido em que o City se apanhou a ganhar, o que dificultou a nossa tarefa. Tivemos o Díaz com limitação física e aí tivemos de mudar dois jogadores, o lateral direito o ala esquerdo. Depois fomos à procura de tentar reduzir a vantagem. Ao contrário da frustração que senti no campeonato no passado sábado, hoje senti um grande orgulho pelo que vi da equipa".

O penálti que permite o empate ao City

"Nós somos um país pioneiro no VAR. Por aquilo que vi hoje, devo um pedido de desculpas a todos os árbitros e a todos os videoárbitros do nosso país. Se há país competente, pelo menos em relação ao que vi aqui. Não tenho dúvidas. É o lance do penálti, o lance que dá a falta do Fábio Vieira, tendo em conta outras faltas iguais ou piores... Há um penálti sobre o Pepe que em qualquer sítio do mundo seria penálti. Fomos prejudicados".

A derrota e a Champions

"Tínhamos tudo para fazer um resultado positivo, que seria vencer. Não conseguimos, mas este foi o primeiro jogo e estou convicto de que vamos dar uma resposta positiva nos próximos jogos. Temos uma palavra a dizer no apuramento".

Lá em Casa Mando Eu adora contos de fadas como o de Nanu: dos Barreiros a fazer antijogo com Lito Vidigal para jogar na Champions com o City

O FC Porto perdeu em Manchester frente ao City (3-1), na estreia na Liga dos Campeões 2020/21, mas Catarina Pereira gostou da exibição dos portistas e, particularmente, de Mbemba: "Não o trocava por nenhum dos defesas do City, que, todos juntos, custaram mais do que o PIB do país do Mbemba"