Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

Sérgio Conceição: "Vamos apanhar uma equipa que só ganhou 3-0 ao Barcelona em Barcelona"

Na conferência de imprensa de antevisão do FC Porto-Juventus, da 1.ª mão dos oitavos-de-final da Champions (quarta-feira, 20h, TVI), Sérgio Conceição elogiou os italianos e, principalmente, Cristiano Ronaldo

tribuna expresso

MIGUEL RIOPA

Partilhar

A Juventus

"Espero uma Juventus forte, dentro do que tem sido a sua história. Estamos a falar de uma equipa que é das que tem mais presenças em finais de Champions. Mesmo não estando tão bem. Quando saiu o sorteio ouvi algumas reações que tinham a ver com resultados menos positivos, mas não é verdade, apesar de ter perdido com o Nápoles. É uma equipa consistente e sólida, com jogadores que se conhecem bem, com uma mentalidade própria dentro da equipa e do clube. Vamos apanhar uma equipa que só ganhou 3-0 ao Barcelona em Barcelona. Uma equipa que nos colocará as dificuldades normais, mas nós também lhes vamos colocar dificuldades, porque vão apanhar um FC Porto forte, com mentalidade vencedora independentemente do adversário que terá pela frente, com capacidade para saber o que fazer e depois ir à procura do resultado positivo, que é a vitória. É isso que queremos".

Cristiano Ronaldo...

"Sabemos que em qualquer momento o Cristiano pode decidir o jogo. Por isso é que é o melhor do mundo. Temos de ser sólidos, uma equipa compacta e coesa, à imagem do que temos feito na Champions, mais do que no campeonato, onde não tem corrido tão bem. Temos de perceber o espaço de que ele gosta, tanto ele como o Morata e os outros da frente. O Cristiano é um jogador que remata como ninguém, noutras zonas do campo não será tão importante, mas no último terço é fabuloso, o melhor do mundo. Sabemos qual o espaço de que gosta, o que gosta de fazer, temos isso trabalhado, faz parte da nossa análise, mas para todos os avançados, que são de enorme qualidade."

... e não só

"Em termos coletivos é uma equipa que com bola que sabe o que fazer. São fortes, com jogadores que dificilmente perdem a bola. São também fortes naquilo que é o explorar as costas da defensiva adversária. Têm bons jogadores nas alas, penso que não estando o Cuadrado joga o Chiesa, que é um jogador muito interessante e perigoso nas zonas de finalização. O McKennie na esquerda, mais por dentro, a dar corredor ao Alex Sandro. Têm uma dinâmica interessante. Temos de estar atentos à equipa que vai jogar e às características dos jogadores. Quando estão no meio conseguem ter várias soluções para chegar à baliza".

Se tivesse Ronaldo, metia Corona no banco?

"O Cristiano tem de ser um orgulho para todos os portugueses. Já faltam adjetivos para a qualidade dele, os números falam por si. Não vale a pena estarmos aqui a massacrá-lo com elogios, porque são fáceis de colar naquilo que é a carreira dele. Melhor jogador de sempre ou não, para ele não é importante, para mim sinceramente também não é. Temos um jogador que principalmente pela seleção só temos de aplaudir. É um atleta de elevado nível, que vai entrar na história do futebol mundial. É diferenciado e como português deixa-me muito orgulhoso, principalmente quando representa a nossa seleção. Não tinha de sair o Corona. O Cristiano jogava, mas não saía o Corona. O Corona tem 150 jogos, é um jogador que tem conquistado títulos e todos os que ganham ficam na história do FC Porto".

O calendário de jogos

"Primeiro há que dizer que fizemos cinco jogos com um intervalo de três dias. Temos de analisar os calendários antes de eles começarem, não agora que não há nada a fazer. É bom estarmos na discussão das provas - estamos na Taça de Portugal, estivemos na final four da Taça da Liga, agora a Champions... Afinal somos um clube grande. Agora, antes do campeonato, na altura em que as pessoas estão no nosso rico Algarve a passar férias, se calhar é melhor haver umas reuniões para planear melhor todas essas competições, porque isto depois prejudica os clubes portugueses na Europa".