Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Liga dos Campeões

Festejos no balneário do Chelsea? Kovacic garante que não: "É estranho ouvir isso do Pepe. Não comemorei"

O médio do Chelsea diz que os jogadores da equipa inglesa sabem que "nestas fases não há adversários de sorte ou maus”

Lusa

Darren Walsh

Partilhar

O futebolista croata Mateo Kovacic rejeitou hoje ter observado festejos antecipados no balneário do Chelsea após o sorteio dos quartos de final da Liga dos Campeões, que colocou o FC Porto no caminho do clube inglês.

“É estranho ouvir isso do Pepe, porque joguei com ele durante alguns anos [entre 2015 e 2017]. Não sei o que ele realmente quis dizer com isso ou se afirmou tal coisa. Não comemorei e, quando jogávamos no Real Madrid, sabíamos que nestas fases não há adversários de sorte ou maus”, partilhou o médio, em videoconferência de imprensa.

FC Porto e Chelsea vão lutar pelo acesso às meias-finais da Liga dos Campeões, numa eliminatória com duas partidas na cidade espanhola de Sevilha, marcadas para quarta-feira e 13 de abril, devido às restrições de viagens causadas pela pandemia de covid-19.

“É uma boa equipa e vimos isso frente à Juventus [4-4 no agregado das duas mãos e vantagem devido ao maior número de golos marcados fora]. Eliminaram um colosso, mostrando união e um grande espírito. Será um jogo difícil, tal como todos os outros jogos desta competição, mas toda a equipa está concentrada”, assumiu Mateo Kovacic, habitual titular no meio-campo dos londrinos.

"Foi um jogo estranho" frente ao West Brom

A formação orientada pelo alemão Thomas Tuchel enfrentará os ‘dragões’ quatro dias após a goleada caseira sofrida frente ao West Brom (5-2), em duelo da 30.ª jornada da Liga inglesa, que “serve de aviso” para apresentar “melhorias a pensar no próximo jogo”.

“Foi um jogo estranho. Começámos muito bem, mas depois aconteceram dois ou três erros, tivemos uma expulsão e sofremos dois golos antes do intervalo. A partir daí ficou difícil de recuperar, pelo que aprendemos a lição. Poderio financeiro do Chelsea em relação ao FC Porto? Isso não nos dá vantagem. Precisamos de mostrá-lo em campo”, vincou.

Instado a comentar o desentendimento entre o guarda-redes espanhol Kepa e o defesa alemão Antonio Rudiger no treino de domingo, Mateo Kovacic assegurou que “está tudo esclarecido”, admitindo que “são situações que acontecem até em famílias muito fortes”.

“Já estão bem um com o outro e queremos atingir os nossos objetivos. Isso é o mais importante. Seria incrível disputar uma final com o Chelsea, mas estamos nos ‘quartos’ e precisamos de dar um passo de cada vez. Penso que esta equipa pode ir muito longe. Amanhã [quarta-feira] será um grande jogo e todos vão gostar de jogá-lo”, apontou.

O médio, de 26 anos, chegou ao Chelsea em 2018/19, na sequência de três épocas com os espanhóis do Real Madrid, marcadas por outras tantas conquistas da principal prova europeia de clubes, na companhia dos portugueses Cristiano Ronaldo, Fábio Coentrão e Pepe.

“O Pepe é uma pessoa adorável, um colega de equipa maravilhoso e foi fantástico comigo no Real Madrid. Adoro-o como jogador e pessoa. É um lutador e traz um forte espírito e muita experiência à sua equipa. É um defesa muito difícil de defrontar, mas os nossos avançados estão habituados a enfrentar essas dificuldades na Liga inglesa”, concluiu.

O FC Porto defronta o Chelsea na quarta-feira, às 21:00 locais (20:00 em Lisboa), no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha, Espanha, num encontro da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, com arbitragem do esloveno Slavko Vincic.