Tribuna Expresso

Perfil

Liga dos Campeões

UEFA garante que a maioria dos adeptos viajará em charters organizados

União das Federações Europeias de Futebol revela que haverá um sistema de bolha de segurança para os adeptos do Manchester City e do Chelsea no Porto

Hugo Franco

DAVID RAMOS/Getty

Partilhar

A esmagadora maioria dos adeptos dos dois clubes finalistas da Liga dos Campeões, o Manchester City e o Chelsea, viajará através de voos charters organizados, como foi acordado pela UEFA, pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e pelas autoridades portuguesas. Quem o garante é a própria UEFA.

"Um sistema de mobilidade abrangente e eficiente está em vigor para acolher os adeptos no aeroporto e levá-los diretamente para os pontos de encontro dos fãs, aos quais só podem aceder adeptos munidos de prova de um resultado de teste negativo", diz a UEFA, em comunicado enviado aos jornalistas.

Nestas zonas de fãs, com a colaboração da Câmara Municipal do Porto e investimento dos dois clubes, da UEFA e da FPF, "haverá uma série de espaços com alimentação e bebidas, instalações sanitárias, postos de primeiros socorros e atividades organizadas pelos dois finalistas para entreter os adeptos ao longo do dia nos dois locais mais emblemáticos da cidade do Porto".

Ainda de acordo com a UEFA, os adeptos serão conduzidos desses pontos de encontro diretamente para o estádio, onde o acesso também só será concedido com prova de um teste negativo. "As autoridades policiais darão contributo significativo para garantir um processo de entrada no estádio tranquilo", lê-se.

Após o jogo, os adeptos serão conduzidos diretamente para o aeroporto: "O aeroporto do Porto garantiu que será capaz de acomodar os cerca de 100 horários adicionais para os voos que transportam os adeptos que chegam e partem em dia de jogo".

Estas medidas visam assegurar que "tanto os adeptos visitantes como a população local possam ter um dia seguro".