Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Liga Europa

Liga Europa: Tottenham de José Mourinho cai com estrondo nos oitavos de final

A equipa londrina desperdiçou uma vantagem aparentemente confortável de dois golos da primeira-mão, deitando tudo a perder com uma derrota expressiva diante do Dínamo de Zagreb, por 3-0. Os golos foram todos de Orsíc

Pedro Candeias

Tottenham Hotspur FC

Partilhar

O Tottenham vencera o Dínamo de Zagreb por 2-0 na primeira-mão dos oitavos de final da Liga Europa, pelo que toda a gente acreditava que segunda-mão seria mero protocolo. Toda a gente, menos Mislav Orsic, que marcou dois golos na segunda-parte, levando o encontro para prolongamento, período no qual chegou ao hattrick. O resultado prático? Uma cambalhota completa e uma queda estrondosa para a equipa liderada por José Mourinho.

Foi, realmente, uma reviravolta inesperada, por duas razões: pelo que acontecera em Inglaterra e também pelo que se viu nos primeiros 45 minutos, em que as duas equipas se foram arrastando, aborrecendo-se uma à outra e a quem via o jogo; parecia que ambas estavam à espera do epílogo mais provável.

Só que na segunda-parte, tudo mudou: aos 62', Orsic disparou ao ângulo de Lloris, uma execução memorável que levou a bola para um lugar indefensável, perante o olhar de Mourinho.

Depois, os croatas ganharam confiança, o jogo subiu de ritmo e o Tottenham foi-se encolhendo, como que indefeso perante o aperto do Dínamo de Zagreb. Os rapazes treinados por Krznar empurram o adversário para trás e, aos 82', o mesmo Orsic fez o 2-0, desta vez num tiro bem dentro da área dos londrinos.

O jogo iria, então, para prolongamento, o Tottenham reequilibrou a contenda e reencontrou a baliza do rival - por Bale, Vinicius e Kane- mas acabaria por ser novamente Orsic a marcar, na segunda metade da etapa complementar.

Com pouco tempo e menos disponibilidade física e mental para milagres, o Tottenham de Mourinho acabou despachado da Liga Europa, prova que já conquistou por duas vezes, uma ao serviço do FC Porto (antiga Taça UEFA), outra pelo Manchester United.