Tribuna Expresso

Perfil

Mercado

E como quem não quer a coisa, em menos de meia-hora o Everton contratou André Gomes, Yerry Mina e Bernard

Já fechou a janela de transferências em Inglaterra e o Everton esteve particularmente ativo nos últimos minutos. O internacional português chega por empréstimo à equipa de Marco Silva. Mina e Bernard a título definitivo

Expresso

Octavio Passos

Partilhar

Bem mais cedo do que as restantes ligas europeias, a janela de transferências da Premier League fechou esta quinta-feira às 17h, pouco mais de 24h antes do arranque da 1.ª jornada, sexta-feira com um Manchester United-Leicester.

E neste antecipado fecho de mercado, naqueles últimos minutos de troca de mensagens, entrega de contratos, envios à FIFA e suores frios, quem esteve mais ativo foi o Everton de Marco Silva. Em qualquer coisa como 30 minutos, a equipa de Liverpool anunciou três reforços de peso, o último dos quais, mesmo ao soar do gongo, chama-se André Gomes.

O campeão da Europa, que nunca teve vida fácil em Barcelona, segue para a Premier League emprestado pelos catalães. Além dos salários do jogador, o Everton vai pagar ainda 2,25 milhões de euros pelo empréstimo do médio.

André Gomes não foi o único jogador do Barcelona a chegar ao Everton. Yerry Mina chegou a Camp Nou em janeiro, nunca se impôs e mesmo depois de um Mundial muito interessante não convenceu o campeão espanhol a dar-lhe mais uma oportunidade. Segue para o centro da defesa de Marco Silva, com o Everton a pagar 30,25 milhões (mais 1,5 em variáveis) pelo internacional colombiano, a título definitivo.

Para terminar o trio de contratações supersónicas, o primeiro a ser anunciado havia sido o brasileiro Bernard, que chega a Merseyside a custo zero após terminar contrato com o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Pelo meio, ainda foi falado para o Benfica.