Tribuna Expresso

Perfil

Mercado

Amadores em festa com venda de Pépé

Transferência de Nicolas Pépé para o Arsenal rendeu uma pequena fortuna aos clubes por onde passou

Tribuna Expresso

David Price

Partilhar

O jornal “Record” fez as contas e, para além do Lille, que recebeu 80 milhões de euros pela transferência de Nicolas Pépé para o Arsenal (sendo que dessa verba terá de dar 12 milhões ao Angers), há também duas equipas amadoras a esfregar as mãos perante o brutal encaixe a que terão direito graças transação milionária. Trata-se do FC Solitaires e do Stade Poitevin FC, dois modestos clubes pelos quais Pépé atuou (os primeiros entre 2001 e 2011 e os segundos entre 2011 e 2013), e que por isso terão direito a receber uma percentagem do bolo total ao abrigo do mecanismo de solidariedade da FIFA.

A equipa que sentirá mais impacto nas finanças será o FC Solitaires, uma modesta instituição da região de Paris, que deverá receber 600 mil euros. Um valor brutal para um clube com um orçamento anual de 43 mil euros. A ideia passa por saber utilizar o dinheiro com sabedoria, conforme admitiu o presidente do clube. "Será fantástico, uma lufada de ar fresco, pois irá permitir-nos equilibrar as nossas contas. Talvez compremos uma ou duas carrinhas para as camadas jovens, mas não vamos fazer nenhum investimento especial", assegurou Guy Fraineau.

Quanto ao Poitiers, irá receber uma verba superior (entre 1 e 1,2 milhões de euros), o que representa seis vezes o orçamento anual do clube. E tal como o Solitaires, também esta equipa irá tentar gerir o dinheiro de forma sábia. A ideia, segundo apontou Régis Dubois, o presidente do clube, passa por gastar onde é preciso. "Este ano voltámos a vestir as nossas cores históricas, mas não tínhamos camisolas para todos. Assim já vamos conseguir!", assumiu o líder do emblema que em 2019/20 irá atuar no Championnat National 3, o quinto escalão do futebol francês.