Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Vitórias dos etíopes Getachew e Dadiso na Maratona de Lisboa

Apesar da chuva, dos fortes ventos, do frio e de tudo mais que era adverso, a maratona de Lisboa registou, no domingo, um novo recorde, estabelecido pelo etíope Limenih Getachew

Lusa e Tribuna Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

O atleta etíope Limenih Getachew, em masculinos, com um novo recorde da prova, em 2:07.24 horas, e Kuftu Dediso, em femininos, venceram no domingo a edição 2018 da Maratona de Lisboa.

Na prova masculina, Getachew fugiu a dois quilómetros da meta para vencer à frente do queniano Samuel Wanjiku, que era o antigo recordista da prova e foi segundo, em 2:07.51, e do queniano Justus Kimutai, terceiro, com recorde pessoal de 2:07.58.

A prova acabou por ter um bom nível, já que as condições atmosféricas ajudaram, com nove atletas, todos africanos, a fecharam em menos de 2:10 horas.

O arranque do evento fora adiado, por uma hora, devido às condições climatéricas adversas causadas pelo furação "Leslie" que, sobretudo, no dia anterior, assolara o país.