Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

O legendary Tiger man

Tiger Woods venceu o Masters Augusta pela 5.ª vez, conquistando o seu 15.º torneio Major. É uma história de redenção como há poucas

Tribuna Expresso

Andrew Redington

Partilhar

Tiger Woods conquistou, este domingo, o Masters de Augusta e vestiu o mítico Casaco Verde (70 pancadas, 13 abaixo do par) pela quinta vez na sua carreira (1997, 2001, 2002, 2005 e 2019); um feito extraordinário para o golfista de 43 anos, que não conquistava um torneio Major desde 2008 (US Open) - este é o seu 15.º - e cuja carreira entrou num limbo por problemas físicos, mas também pessoais. Ficou célebre o acidente de carro que teve quando conduzia sob o efeito de drogas e álcool, em 2009, após uma reportagem do National Enquirer expôr as suas fragilidades matrimoniais; mais tarde, em 2017, Tiger seria apanhado e detido pela polícia por dirigir, também, alcoolizado, na Jupiter Island, na Florida (EUA).

Mas tudo isto parece ter ficado para trás do grande ícone deste desporto, que resistiu à erosão do tempo e ao aparecimento de novos atletas, como Rory McIlroy ou Francesco Molinari, para regressar ao tempo desta modalidade. Aliás, foi com Molinari que Woods se digladiou neste último dia do Masters de Augusta: o norte-americano entrou para a última ronda do torneio a duas pancadas do italiano, mas este atirou duas bolas na água, permitindo a reviravolta no torneio. Woods fez a última volta com duas pancadas abaixo do PAR (resultado final, 13 abaixo do PAR).