Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

E 13 anos depois, os Estados Unidos perderam um jogo numa grande competição de basquetebol

A França bateu os Estados Unidos nos quartos de final do Mundial de basquetebol por 89-79 e interrompeu uma série de 58 jogos oficiais seguidos a vencer os norte-americanos, bicampeões do Mundo em título

tribuna expresso e lusa

Lintao Zhang/Getty

Partilhar

A França afastou esta quarta-feira os Estados Unidos das meias-finais do 18.º Mundial de basquetebol, ao vencer os bicampeões em título por 89-79, no terceiro encontro dos quartos de final da prova, a decorrer na China.

Evan Fournier, o ‘gigante’ Rudy Gobert e Nando De Colo lideram a formação comandada por Vincent Collet, que tem como melhor registo em Mundiais o 3.º lugar de 2014.

Mesmo que os Estados Unidos se tenham apresentado no Mundial com uma equipa sem as principais estrelas da NBA (apesar de todos os jogadores fazerem parte da mais importante liga do planeta), a derrota não deixa de ser surpreendente e acaba com uma série de 58 jogos oficiais consecutivos a vencer por parte da seleção norte-americana. Pelo caminho, os Estados Unidos foram bicampeões mundiais e tricampeões olímpicos.

Para encontrar a última derrota oficial dos Estados Unidos em competições em que enviou equipas com jogadores da NBA, é necessário recuar até às meias-finais do Mundial de 2006, quando foram derrotados pela Grécia.

“Qualquer derrota custa. E nesta situação ainda dói mais. Mas a vida continua. Temos famílias e vidas… tudo continua”, sublinhou Gregg Popovich, treinador dos San Antonio Spurs e selecionador norte-americano neste Mundial.

A França vai agora defrontar a Argentina nas meias-finais da competição. Austrália e Espanha jogam a outra meia-final.