Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Conor McGregor anuncia retirada. Pela terceira vez em quatro anos

Lutador anuncia no Twitter que vai retirar-se dos desportos de combate. Em março de 2019 fez o mesmo, em 2016 também, mas pouco depois já estava de novo a treinar. Será desta ou é mais um bluff?

Lídia Paralta Gomes

Michael Reaves/Getty

Partilhar

Com Conor McGregor nunca se sabe. Tão talentoso quanto imprevisível, o lutador de MMA irlandês gosta de surpreender e na madrugada de domingo, pouco depois do UFC 250, anunciou via-Twitter que vai retirar-se dos desportos de combate.

"Olá malta, decidi retirar-me dos combates. Obrigada a todos pelas fantásticas memórias! Que viagem que foi", escreveu McGregor, numa publicação acompanhada por uma foto em que o lutador está abraçado à mãe em Las Vegas, tirada pouco depois de vencer um dos seus títulos mundiais.

Acontece que McGregor já tinha feito o mesmo anuncio em março de 2019. Depois de vários meses sem combater, após a derrota frente a Khabib Nurmagomedov, McGregor usou também o Twitter para se retirar, mas em janeiro deste ano voltou ao octógono para derrotar Donald 'Cowboy' Cerrone. Em 2016 também se tinha momentaneamente retirado.

Poderemos estar aqui, portanto, já numa dinâmica de "Pedro e o Lobo": à terceira, já ninguém acredita em McGregor. Os anúncios de retirada nos desportos de combate são há muito uma técnica utilizada para ganhar poder de negociação e este surge numa altura em que várias figuras do MMA exigem pagamentos mais altos a Dana White, presidente do UFC.

McGregor estaria a negociar um regresso aos combates, falando-se em Kamaru Usman, Nurmagomedov e Jorge Masvidal como adversários.

  • McGregor: destemido, lutador, fala-barato, milionário

    Modalidades

    Bastou um tweet: horas depois de aparecer num programa de televisão norte-americano a falar das negociações para aquele que seria o seu próximo combate, Conor McGregor anunciou a retirada imediata das artes marciais mistas. Em 2016 fez o mesmo, mas quatro meses depois já estava de novo no octógono. Desta vez é para valer?