Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Dustin Johnson assume liderança do PGA Championship

O golfista norte-americano lidera uma tabela que tem Tiger Woods em 59º lugar

Lusa

Harry How

Partilhar

O golfista norte-americano Dustin Johnson, vencedor do US Open de 2016, assumiu no sábado a liderança do PGA Championship, primeiro ‘major’ do ano devido à pandemia de covid-19, após a terceira volta ao Harding Park, em San Francisco.

Dustin Johnson, que foi segundo classificado na edição do ano passado, completou o terceiro dia em 65 pancadas, cinco abaixo do par, ao marcar oito ‘birdies’ (uma pancada abaixo do par), um ‘bogey’ (uma acima) e um ‘duplo bogey’ (duas acima).

No total dos três dias, o norte-americano, de 36 anos, soma 201 pancadas, nove abaixo do par, liderando com uma de avanço sobre os seus ‘desconhecidos’ compatriotas Scottie Scheffler e Caremon Champ, que nunca estiveram perto de vencer um ‘major’.

O maior problema para Johnson poderá vir do lote de quartos classificados, a duas pancadas, que é encabeçado pelo também norte-americano Brooks Koepka, bicampeão em título do PGA Championship, que fez 69 pancadas, uma abaixo do par, na terceira volta, com quatro ‘birdies’ e três ‘bogeys’.

Em igualdade com Koepka, também vencedor de duas edições recentes do US Open (2017 e 2018), seguem com 203 pancadas, sete abaixo do par, o igualmente anfitrião Collin Morikawa e o inglês Paul Casey.

Ainda na corrida, com 204 pancadas, seis abaixo do par, seguem mais seis golfistas, nomeadamente os norte-americanos Bryson DeChambeau, Tony Finau e Daniel Berger, os ingleses Justin Rose e Tommy Fleetwood e o australiano Jason Day.

Nesta luta, já não está o norte-americano Tiger Woods, de 44 anos, que persegue o seu 16.º ‘major’, depois de ter arrebatado o 15.º no Masters de 2019.

Woods, que ganhou o PGA Championship em 1999, 2000, 2006 e 2007, repetiu as 72 pancadas, duas acima do par, da segunda volta, ao somar dois ‘birdies’ e quarto ‘bogeys’. Totaliza 212, duas acima, e ‘afundou-se’ no 59.º lugar.

Sem pescoços esticados e olhos atentos, sem suspiros e palmas. O regresso silencioso de Tiger Woods

Cinco meses depois, Tiger Woods está de volta ao PGA Tour, mas estranha o silêncio que nunca acompanhou o Memorial Tournament, agora sem público: "É um mundo diferente"