Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Rússia está proibida de participar em todos os eventos desportivos nos próximos dois anos

O Tribuna Arbitral do Desporto cortou para metade (dois anos) a sanção original imposta à Rússia pela Agência Internacional de Anti-Dopagem, o que proibirá o país de participar nos Jogos Olímpicos de Tóquio (2021), no Mundial de futebol do Qatar (2021) e nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim (2022)

Lusa

FABRICE COFFRINI/Getty

Partilhar

A Rússia foi excluída por dois anos das principais competições desportivas mundiais, entre as quais os Jogos Olímpicos Tóquio de 2020, adiados para 2021, por incumprimento das regras antidoping, anunciou esta quinta-feira o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

A decisão, que também proíbe a participação da Rússia nos Jogos Olímpicos de Inverno Pequim de 2022, é metade da sanção proposta pela Agência Mundial Antidopagem (AMA), que tinha pedido quatros anos de suspensão.

Os atletas russos que nunca tenham sido sancionados por doping poderão, de acordo com a decisão, participar em competições internacionais, mas sob bandeira neutra.