Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Sarah Thomas: a primeira mulher na equipa de arbitragem de um Super Bowl

Sobre o Super Bowl sabemos apenas duas coisas em concreto: que se jogará no dia 7 de fevereiro e que será no estádio dos Tampa Bay Buccaneers. Bem, agora sabemos três. Sabemos também que a grande final da temporada 2020 da NFL terá pela primeira vez na história uma mulher entre a equipa de oito árbitros nomeados

Lídia Paralta Gomes

Wesley Hitt/Getty

Partilhar

Sobre o Super Bowl sabemos apenas duas coisas em concreto: que se jogará no dia 7 de fevereiro e que será no estádio dos Tampa Bay Buccaneers. Bem, agora sabemos três. Sabemos também que a grande final da temporada 2020 da NFL terá pela primeira vez na história uma mulher entre a equipa de oito árbitros nomeados.

Sarah Thomas é a protagonista de mais um momento histórico para as mulheres no desporto, ela que em 2015 já tinha sido a primeira mulher a fazer parte de forma permanente do grupo de árbitros da NFL. Foi também a primeira árbitra num jogo de playoffs, em 2019, no duelo da divisional round da AFC entre os New England Patriots e os Los Angeles Chargers. Daí para cá, esteve em mais três jogos da postseason.

“Sarah Thomas fará novamente história, como a primeira mulher a arbitrar num Super Bowl. Os seus desempenhos superiores e compromisso com a excelência dão-lhe o direito de estar no Super Bowl”, pode ler-se num comunicado da NFL que sublinha mais um passo para uma maior igualdade de género na liga.

Nascida no Mississippi há 47 anos, Sarah Thomas foi jogadora de basquetebol na Universidade de Mobile antes de se dedicar à arbitragem no futebol americano. É mãe de três filhos e em 2015, quando se tornou na primeira árbitra permanente na NFL, lembrou que os colegas homens a viam “como qualquer outro juiz” e que, mais do que uma bandeira, trabalhava para ser "a melhor profissional possível".

Apesar de Sarah Thomas ser vista como a pioneira entre as mulheres na arbitragem na NFL, Shannon Eastin foi verdadeiramente a primeira mulher a arbitrar um jogo na liga, ainda que tal tenha acontecido em circunstâncias especiais. A árbitra esteve em três jogos na fase inicial da temporada de 2012, numa altura em que os árbitros da NFL se recusaram a arbitrar por estarem a negociar novos contratos com a liga.