Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

O rei não está morto, mas foi nocauteado. E ganhou 5 milhões

Conor McGregor foi derrotado no regresso às lutas do UFC pelo americano Dustin Poirier. Mas o ex-campeão irlandês ganhou a luta fora do ocotógono

Rui Gustavo

Jeff Bottari

Partilhar

Pela primeira vez na carreira, "Notorius" Conor McGregor sofreu uma derrota por KO. O autor da proeza chama-se Dustin "The Diamond" Poirier que vingou assim uma derrota sofrida há seis anos às mãos do ex-campeão irladês.

Um soco de direita aos 2.32 segundos do segundo assalto derrubou McGregor que não foi capaz de se levantar e sofreu assim a quinta derrota na careira profissional de MMA. O auto intitulado "King of Dublin" começou melhor o combate, ganhou o primeiro assalto, mas Poirier, simplesmente, mostrou mais sede de sangue.

Ainda dentro do octógono mostrou uma elegância rara e reconheceu o mérito do adversário. "É um bom homem". Fora do do recinto, foi ele o vencedor: ganhou cinco milhões de dólares pela luta, contra um milhão do adversário. A razão é simples: apesar de derrotado, McGregor é maior do que modalidade e foi o primeiro lutador a conseguir dois títulos em duas categorias de peso diferentes ao mesmo tempo.

O irlandês não lutava há um ano e preparou o regresso num ginásio em Lagos, no Algarve. No final da luta atribuiu à inatividade o facto de só ter aguentado um assalto e meio e prometeu voltar. "Preciso de me manter ativo".

O título da categoria de pesos leves continua vago depois da retirada de Khabib Nurmagomedov, o maior rival de McGrgegor que não resistiu a um golpe baixo via redes sociais: "É o que dá mudar de parceiro de treinos e treinar com crianças".