Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Modalidades

Tom Brady: 43 anos, 10 viagens ao Super Bowl

Apesar das três interceções, o quarterback levou os Tampa Bay Buccaneers ao primeiro Super Bowl desde a época de 2002, ao baterem os Green Bay Packers por 31-26 na final da NFC. Brady estará no jogo decisivo pela 10.ª vez

Lídia Paralta Gomes

TANNEN MAURY/EPA

Partilhar

Não se pode sequer dizer que Tom Brady tenha sido o homem em destaque este domingo no gelo do Lambeau Field de Green Bay. Se os Tampa Bay Buccaneers chegam pela 2.ª vez a um Super Bowl, se vão tentar um segundo título 18 anos depois do primeiro, talvez seja preciso agradecer à defesa da equipa da Florida, implacável na hora de limpar os erros do seu quarterback, decisiva para a vitória por 31-26.

E foram vários os erros: numa 2.ª parte difícil, Brady fez umas pouco usuais três interceções, mas a sua defesa não permitiu que Aaron Rodgers e os Packers capitalizassem esses tropeções. Mas Tom Brady é Tom Brady e por isso muito disto é centrado nele. Aos 43 anos, vai jogar o Super Bowl pela 10.ª vez, levando os Bucs ao jogo do título logo no seu primeiro ano na Flórida, depois de, para espanto de muita gente, ter deixado os New England Patriots no final da última temporada. Vai tentar também o seu sétimo anel, uma enormidade. E será o jogador mais velho da história, em qualquer posição, a jogar o Super Bowl.

Mais: pela primeira vez na história, uma equipa poderá vencer o título em casa, já que este ano o Super Bowl vai jogar-se precisamente em Tampa Bay.

TANNEN MAURY/EPA

Depois de uma 1.ª parte com claro ascendente dos Tampa Bay Buccaneers (foram para o balneário com 20-10 no marcador), a 2.ª parte trouxe uns Packers à procura da reviravolta que confirmasse o favoritismo teórico da equipa do Wisconsin e levasse Aaron Rodgers à sua segunda final.

Com alguns problemas físicos na defesa e Tom Brady a distribuir interceções, os Packers chegaram aos últimos minutos com oportunidade de empatar o jogo, mas numa decisão controversa, Matt LaFleur, treinador dos Packers, decidiu optar por chutar aos postes em vez de tentar a conversão de um 4.º down. Na resposta, os Bucs não mais perderiam a posse, confirmando o regresso ao Super Bowl.

Tom Brady e os Buccaneers ficam agora à espera do vencedor do duelo entre Kansas City Chiefs e Buffalo Bills.