Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Campeonato da Europa de hóquei em patins será entre 22 e 28 de agosto

A World Skate Europe-Rink Hockey revelou, este sábado, que o Europeu, adiado em 2020 devido à pandemia, jogar-se-á este verão, faltando ainda decidir qual será o país a receber a 54.ª edição da prova. Portugal é o atual vice-campeão europeu, mas já conquistou a competição por 21 vezes

Lusa

A seleção portuguesa venceu o Mundial de hóquei em patins, em 2019

Robert Marquardt/Getty

Partilhar

O Campeonato da Europa de hóquei em patins, adiado devido à pandemia de covid-19, vai decorrer entre 22 e 28 de agosto, ainda em local a designar, anunciou, este sábado, a World Skate Europe-Rink Hockey.

A 54.ª edição do evento máximo de seleções europeias estava prevista para julho de 2020, em La Roche-sur-Yon, mas foi prorrogada por um ano, tendo a cidade francesa abdicado da organização logística, em função dos efeitos do contexto pandémico.

Portugal, vice-campeão continental e recordista de troféus, com 21 medalhas de ouro, 14 pratas e nove bronzes, à frente dos 17 títulos da Espanha, atual detentora do cetro europeu, ficou integrado no Grupo B, além de Itália, Bélgica, Andorra e Alemanha.

Já o Europeu feminino foi transferido para 10 a 16 de outubro, continuando instalado na Mealhada, distrito de Aveiro, numa organização lusa extensível aos Campeonatos da Europa sub-17 masculino (05 a 11 de setembro) e feminino (16 a 19 de dezembro).

A entidade reguladora do hóquei em patins europeu agendou ainda o Europeu sub-19 masculino entre 26 de setembro e 02 de outubro, no município italiano de Follonica.

Quanto à Taça Continental de clubes, disputada no formato de ‘final four’ entre os finalistas da Liga Europeia, cuja última edição foi arrebatada pelo Sporting, e da Taça Europa, está prevista nos dias 18 e 19 de setembro, também com sede indefinida.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.453.070 mortos no mundo, resultantes de mais de 110,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 15.897 pessoas dos 796.339 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.