Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Portugal consegue o melhor registo de sempre nos Europeus de atletismo

Portugal terminou em segundo lugar no quadro de medalhas, depois das vitórias de Patrícia Mamona, Pedro Pichardo e Auriol Dongmo

tribuna expresso e lusa

Alexander Hassenstein

Partilhar

Portugal, com três títulos nos Europeus de atletismo de pista coberta de Torun, na Polónia, fecha a edição com um inédito segundo lugar no quadro de medalhas, logo atrás de Holanda, que obteve quatro ouros.

O triplo sucesso luso na Polónia, através de Auriol Dongmo, Patrícia Mamona e Pedro Pichardo, é mesmo o melhor registo de sempre da seleção lusa, que só tinha tido duas vitórias por uma ocasião, em 1996, em Estocolmo.

Com quatro medalhas de ouro, uma de prata e duas de bronze, a Holanda é o destaque coletivo desta edição, aparecendo em terceiro, logo atrás de Portugal, com dois triunfos, Grã-Bretanha, Bélgica, França, Ucrânia, Noruega e Suíça.

No conjunto de todas as medalhas, Portugal 'desce' na listagem para nono, numa lista encabeçada pela Grã-Bretanha (12), seguida pela Polónia (10) e Holanda (sete).

No total, 20 países conseguiram medalhas, confirmando a tendência para maior distribuição que se esperava, face à ausência de atletas da Rússia.

A nível individual, o único multimedalhado foi o 'fenómeno' norueguês Jakob Ingerbritsen, que fez a 'dobradinha' nos 1.500 e 3.000 metros.