Tribuna Expresso

Perfil

Modalidades

Portugal teve o passaporte olímpico praticamente na mão. Mas deixou-o fugir

A Seleção Nacional de andebol saiu derrotada por 25-24 pela Croácia no 2.º jogo do torneio pré-olímpico, num encontro em que chegou a ter uma vantagem de seis golos. Agora será preciso ganhar à França, no domingo, para chegar a Tóquio

Tribuna Expresso

SYLVAIN THOMAS

Partilhar

A Seleção Nacional de andebol esteve muito perto de estar praticamente apurada para os Jogos Olímpicos de Tóquio, mas a derrota frente à Croácia por 25-24 deixa o sonho olímpico agora mais longe.

A derrota frente aos croatas é particularmente frustrante num jogo em que Portugal passou a esmagadora maioria do encontro por cima no marcador, chegando mesmo a ter uma vantagem de seis golos no início da 2.ª parte, que acabou por não conseguir gerir.

Ainda assim, foi apenas nos derradeiros minutos de jogo que, empurrada pelos 9 golos de Ivan Cupic, a equipa dos Balcãs, uma das históricas formações do andebol mundial, passou para a frente, deixando agora Portugal numa posição complicada, ainda que não impossível. Para chegar a Tóquio, a equipa de Paulo Pereira terá de vencer a França no domingo, algo que a Seleção Nacional já conseguiu fazer, por exemplo, no último Europeu, em 2020. Já este ano, no Mundial, os gauleses superiorizaram-se a Portugal.

Victor Iturriza foi o melhor marcador de Portugal, com cinco golos, num jogo em que o guardião Manuel Gaspar foi também um dos destaques, com um punhado de defesas importantes.