Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Modalidades

Emanuel Silva está internado e vai falhar Europeus

Na quarta-feira, o canoísta sentiu "fortes dores abdominais, vómitos fortes, muitas dores" e teve de ser internado

Lusa

JOSE MENDEZ/EPA

Partilhar

O canoísta olímpico Emanuel Silva vai falhar os Europeus da Polónia, em virtude de um problema renal sentido na quarta-feira e que ainda o mantém internado no hospital de Poznan, acabando assim o sonho de medalha em K4 500.

"Os Europeus acabaram [para o Emanuel Silva]. Neste momento está em convalescença. Não está em condições para competir. Estamos em estudo para perceber verdadeiramente o nível do problema e só depois de entendermos a extensão do cálculo é que iremos depois decidir o que fazer", explicou à Lusa o médico da seleção, Jaime Milheiro.

Na quarta-feira, por volta das 16:30, horas de Lisboa, o canoísta que vai para os seus quintos Jogos Olímpicos sentiu "fortes dores abdominais, vómitos fortes, muitas dores" e teve de ser transportado ao hospital para ser observado, acabando por ser reinternado após ter alta, face às dores que regressaram.

"Foi uma cólica renal severa, forte, fortíssima. Desde então tem períodos de ausência de dor sob efeitos de analgésicos, mas quando começam a diminuir a dor volta forte", relatou o clínico.

Jaime Milheiro revelou que "depois de perceber verdadeiramente o nível de encravamento, da lesão, é que se pode ter uma melhor ideia do prognóstico" quanto ao tempo de paragem do atleta bracarense.

Em Poznan, Emanuel Silva liderava o K4 500 com João Ribeiro, Messias Baptista e David Varela, que ia ter o derradeiro teste antes dos Jogos Olímpicos e que há duas semanas, na Taça do Mundo, foi quarto, a quatro centésimos de segundo do bronze.

Juntamente com Messias Baptista, o canoísta de 35 anos também ia fazer o K2 500.