Tribuna Expresso

Perfil

Motos

Miguel Oliveira na quinta linha da grelha para o GP da Argentina de MotoGP

O português é o segundo melhor dos quatro pilotos KTM presentes no pelotão, para a corrida deste domingo (19h)

Lusa

Soe Zeya Tun

Partilhar

Miguel Oliveira (KTM) qualificou-se hoje na 14.ª posição para o Grande Prémio da Argentina de MotoGP, partindo, no domingo, da quinta posição da grelha.

O piloto português da Tech3 foi o quarto mais rápido da primeira parte da qualificação, a Q1, ficando a apenas 0,081 segundos de passar à segunda fase, que reúne os 12 melhores pilotos.

"Foi um dia de qualificação bastante positivo porque conseguimos melhorar a posição de arranque face ao Qatar [17.º] , o que é bom. Senti-me muito bem com a mota. Talvez conseguisse ter sido uma ou duas décimas mais rápido, pois fiz a minha qualificação sem [beneficiar de] cones de ar, sem rodas [de outros pilotos à frente] , sem referências, pelo que estou contente com a minha condução e muito otimista para a corrida", comentou o piloto de Almada, em declarações à Lusa.

Miguel Oliveira terminou com o tempo de 1.39,298 minutos, a 0,994 segundos do autor da 'pole position', o espanhol Marc Márquez (Honda), e vai partir entre o espanhol Aleix Espargaró (Suzuki) e o checo Karel Abraham (Ducati).

O português é o segundo melhor dos quatro pilotos KTM presentes no pelotão, pois bateu o francês Johann Zarco, da equipa oficial da KTM, que foi apenas o 18.º. Já o malaio Hafizh Syahrin, companheiro do português na Tech3, foi o 21.º classificado.

Márquez fez o tempo de 1.38,304 minutos, batendo o compatriota Maverick Viñales (Yamaha) por 0,154 segundos e o italiano Andrea Dovizioso (Ducati) por 0,164.

Recorde-se que, em 2018, Miguel Oliveira subiu ao pódio na corrida de Moto2, ao terminar na terceira posição, depois de ter sido segundo em 2017, ano em que partiu da 'pole position' na categoria intermédia.

O Grande Prémio da Argentina é a segunda prova do Mundial de MotoGP, a classe rainha do campeonato do mundo de velocidade, e disputa-se domingo no circuito Termas de Rio Hondo, na localidade com o mesmo nome, a cerca de mil quilómetros da capital, Buenos Aires.

A partida está marcada para as 19h00 (Lisboa).