Tribuna Expresso

Perfil

Motos

Marc Márquez partiu um braço no domingo e foi operado terça-feira. Esta sexta-feira já volta a correr

O oito vezes campeão mundial de motociclismo só deveria regressar a 9 de agosto, mas recebeu luz verde para voltar a sentar-se numa moto apenas cinco dias após o acidente que o levou à sala de operações

Lídia Paralta Gomes

TORU HANAI

Partilhar

Esta é a história de uma recuperação quase milagrosa. Marc Márquez estará à partida do GP Andaluzia, que se disputa este fim de semana em Jerez de la Frontera, poucos dias depois de ser operado a uma fratura ao braço direito na sequência de uma queda feia no GP Espanha, a prova que abriu o Mundial de MotoGP, no domingo passado.

O espanhol, oito vezes campeão do Mundo, apareceu de surpresa esta quinta-feira em Jerez e recebeu luz verde por parte da equipa médica do Mundial. Na sexta-feira já deverá fazer parte dos treinos livres para a segunda prova do ano, que se vai realizar no mesmo circuito da abertura do campeonato. Márquez despistou-se nas últimas voltas do GP Espanha e foi prontamente transportado para Barcelona, onde, na terça-feira, os médicos lhe inseriram uma placa no úmero do braço direito.

Após a intervenção cirúrgica, a Honda não avançou com uma data de regresso, mas o médico que operou o espanhol, em entrevista ao site do MotoGP, descartou inicialmente um regresso em Jerez, colocando a meta para o GP Rep. Checa, a 9 de agosto.

Marc Márquez procura este ano igualar os feitos de Valentino Rossi. O italiano tem nove títulos do Mundial de motociclismo, sete deles na categoria principal.