Tribuna Expresso

Perfil

Motos

MotoGP. O público regressa às corridas já em setembro

O circuito de Misano vai acolher as sexta e sétima etapas do Mundial, que vai contar pela primeira vez esta temporada com público, depois de terem sido disputadas à porta fechada as duas provas inaugurais em Jerez de La Frontera, em Espanha, e a corrida de Brno, na República Checa

Lusa

Mirco Lazzari gp

Partilhar

As duas corridas do campeonato do mundo de motociclismo de velocidade MotoGP em Misano, marcadas para setembro, vão contar com 10.000 espetadores, anunciou a organização.

O circuito de Misano vai acolher as sexta e sétima etapas do Mundial, que vai contar pela primeira vez esta temporada com público, depois de terem sido disputadas à porta fechada as duas provas inaugurais em Jerez de La Frontera, em Espanha, e a corrida de Brno, na República Checa.

Também as próximas duas corridas, em Spielberg, na Áustria, no domingo e em 23 de agosto, vão contar com as bancadas vazias, devido à pandemia de covid-19, que obrigou à reformulação do calendário da competição.

“É uma decisão que nos emociona, porque também representa um sinal ver de para a retoma do desporto mundial em frente aos adeptos”, assinalou a organização, em comunicado.

A região italiana de Emília-Romana autorizou o circuito a permitir a presença de 10.000 espetadores nas corridas, mediante algumas restrições de prevenção ao novo coronavírus.

O circuito de Misano tem capacidade para cerca de 110.000 espetadores, incluindo mais de 40.000 nas bancadas, recebendo, normalmente, aproximadamente 160.000 pessoas nos três dias das provas.

O Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, vai acolher a 14.ª e última prova do Mundial, em 22 de novembro, perante cerca de 50 a 60 mil espetadores, segundo disse, na apresentação da prova, o diretor do circuito, Paulo Pinheiro.