Tribuna Expresso

Perfil

Motos

Joan Mir campeão mundial de MotoGP

Numa corrida em que até terminou em 7º, atrás de Miguel Oliveira, o piloto espanhol sagrou-se campeão de MotoGP

lusa

LLUIS GENE

Partilhar

O sétimo lugar do piloto espanhol Joan Mir (Suzuki) no Grande Prémio da Comunidade Valenciana, atrás do português Miguel Oliveira (KTM), foi o suficiente para o piloto de 23 anos garantir o primeiro título da sua carreira em MotoGP.

A vitória nesta penúltima prova da temporada pertenceu ao italo-brasileiro Franco Morbidelli (Yamaha), que deixou o australiano Jack Miller (Ducati) na segunda posição, a 93 milésimos de segundo, e o espanhol Pol Espargaró (KTM) em terceiro, a 3,006 segundos, enquanto Miguel Oliveira foi sexto, a 7,272 segundos e um segundo e meio à frente do novo campeão.

O piloto luso arrancou como uma bala, saltando de décimo para quinto logo na primeira curva do circuito Ricardo Tormo. Chegaria a ser quarto durante breves instantes algumas voltas mais tarde mas o vento que se fazia sentir em Cheste (Valência), Espanha, deixou a KTM RC16 do piloto de Almada mais instável e, à 17.ª volta, era já sétimo.

Contudo, Miguel Oliveira subiria a sexto com a queda do japonês Takaaki Nakagami (Honda), não mais perdendo a posição até final.

Quanto a Mir, apesar de sair da 12.ª posição, o sétimo lugar foi suficiente para assegurar matematicamente o título, quando falta disputar apenas o GP de Portugal, no próximo domingo, em Portimão.

A Suzuki não era campeã desde 2000, ano em que o norte-americano Kenny Roberts Jr. venceu o campeonato de 500cc, no ano de estreia do italiano Valentino Rossi na classe rainha, tinha Mir apenas três anos.

O espanhol chegou aos 171 pontos, mais 29 do que o vencedor de hoje, Franco Morbidelli, e mais 33 do que o seu companheiro de equipa, o espanhol Alex Rins (Suzuki).

Miguel Oliveira manteve a décima posição, com 100 pontos, a cinco do nono, o japonês Nakagami.