Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Motos

Joaquim Rodrigues termina Rota da Seda no nono lugar

O piloto de Barcelos concluiu a prova com um sexto lugar na derradeira especial, uma repetição da segunda, que decorreu em torno de Gorno-Altaysk, a 3.03 minutos do vencedor do dia, o australiano Daniel Sanders (Gas Gas)

Lusa

Dean Mouhtaropoulos

Partilhar

O português Joaquim Rodrigues Jr. (Hero) terminou o rali Rota da Seda no nono lugar, nesta que é a segunda prova do Mundial de todo-o-terreno em motociclismo.

O piloto de Barcelos concluiu a prova com um sexto lugar na derradeira especial, uma repetição da segunda, que decorreu em torno de Gorno-Altaysk, a 3.03 minutos do vencedor do dia, o australiano Daniel Sanders (Gas Gas).

Já o luso-germânico Sebastian Bühler (Hero) foi quarto neste último dia, a 2.49 minutos do vencedor.

Com a parte prevista para a Mongólia a ser anulada devido aos efeitos da pandemia de covid-19, a prova foi reduzida de dez para cinco especiais, terminando na terça-feira com o fim da quinta etapa.

Assim, Bühler foi quinto, a 10.18 minutos do vencedor, o austríaco Mathias Walkner (KTM), enquanto Joaquim Rodrigues Jr. foi nono, a 1:20.52 horas de Walkner.

"Esta não foi a melhor corrida para mim, mas, no geral, foi um grande resultado para a equipa", disse o barcelense, prometendo "trabalho duro para as próximas corridas".

Nos automóveis, a vitória sorriu ao francês Guerlain Chicherit (Century). No entanto, com a prova encurtada a apenas 619 quilómetros cronometrados, as equipas Overdrive e South Racing decidiram abandonar em protesto com a falta de previsão da organização face às condições atuais da pandemia.