Tribuna Expresso

Perfil

vídeo

Suspeitas de corrupção no Sporting estendem-se ao futebol: “Alheei-me do jogo muita vez. Fiz uma falta que podia ter dado golo”

O empresário que denunciou um alegado esquema de corrupção no andebol terá entregue ao Ministério Público gravações que mostram aliciamentos a jogadores, neste caso de futebol. Num dos áudios a que a SIC teve acesso, Paulo Silva surge a relatar uma conversa com um jogador de uma equipa adversária, supostamente comprado para beneficiar o Sporting

SIC Notícias

Partilhar

Paulo Silva, que diz estar arrependido e confessa ter agido por "sportinguismo", apresentou há cerca de dois meses uma participação no Departamento de Investigação e Ação Penal do Ministério Público do Porto. Entregou na altura várias mensagens escritas e de áudio, na aplicação Whatsapp.

Os registos incluem gravações de João Gonçalves, que serviria de interlocutor, e de Gonçalo Rodrigues, ligado diretamente a André Geraldes, o homem forte do futebol do Sporting.

Os quatro homens foram hoje detidos pela Polícia Judiciária. O diretor do departamento de futebol do Sporting, André Geraldes, e outras três pessoas foram hoje detidas, disse fonte judicial ao Expresso e à SIC. Estão indiciados de crimes de corrupção no desporto.

Paulo Silva garante nunca ter falado diretamente com Geraldes, mas assegura que seria ele que estava à cabeça de todo este alegado esquema.

O responsável leonino já desmentiu estar envolvido numa rede de corrupção. Declarações deixadas no Facebook, numa altura em que se falava apenas do andebol.

Saiba mais no Primeiro Jornal da SIC, às 13h